segunda-feira, 30 de novembro de 2009

INSTITUTO CULTURAL DO OESTE POTIGUAR CONVIDA...


O Instituto Cultural do Oeste Potiguar e a editora Sarau das Letras convidam V.Sa. para a posse da nova diretoria do ICOP e, em seguida para o lançamento do livro de contos "lápis nas veias" do escritor Clauder Araújo.

DIA: 04 /12/2009


HORA: 19 H


LOCAL: SESI - MOSSORÓ/RN


Geralda Efigênia: CANTATA NATALINA - CONVITE

Geralda Efigênia: CANTATA NATALINA - CONVITE

CANTATA NATALINA - CONVITE

CANTATA NATALINA - CORAL CANTUS DO ANGELLUS

LOCAL: IFRN (CEFET)

DATA: 12/12/2009

HORA: 20 H

ENTRADA: 1 k de alimento não perecível, será doado à pastoral social da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus - Mirassol.

* Conheço o coral e recomendo, é um espetáculo uno. As melodias são belíssimas, os arranjos perfeitos. Isso sim, é um deleite para a alma. Estarei presente ao evento,tornei-me fã desse magnifico grupo. Parabéns a todos que participam do coral, especialmente a Professora, Escritora e Soprano Maike Teixeira.

4º CONFERÊNCIA DA CIDADE DO NATAL - PARTICIPE



Participe da 4ª Conferência da Cidade do Natal
Será nos próximos dias 10 e 11 de dezembro a 4ª Conferência da Cidade do Natal. O evento da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) terá como tema “Cidades para Todos e Todas com Gestão Democrática Participativa e Controle Social” e “Avanços, Dificuldades e Desafios na Implementação da Política de Desenvolvimento Urbano”.
No dia 30 de novembro acontecerá a Pré-Conferência, onde serão eleitos 140 delegados para atuar na Conferência. Os gestores, administradores públicos e legislativos contabilizaram 59 delegados, os movimentos sociais e populares terão 37 delegados, já os trabalhadores, através dos sindicatos, poderão eleger 14 delegados, os empresários relacionados à produção e ao financiamento do desenvolvimento urbano poderão ter a mesma quantidade de delegados que os sindicalistas, as entidades acadêmicas escolherão seis e as ONGs poderão ter 10 delegados.
A Semurb instalará uma comissão preparatória que definirá o regimento municipal contendo os critérios de participação para a conferência e para a eleição de delegados da etapa estadual. A secretaria também marcará data, local e pauta da Conferência, contemplando as questões municipais e regionais, além dos temas estaduais e nacionais.
As atividades acontecerão no auditório da UnP da Floriano Peixoto, Petrópolis.
CALENDÁRIO
. 30 de novembro de 2009
4ª Pré-Conferência da Cidade do Natal
. 10 e 11 de dezembro de 2009
4ª Conferência da Cidade do Natal
. 18 a 20 de março de 2010
4ª Conferência das Cidades do Rio Grande do Norte
. 24 a 28 de maiode 2010
4ª Conferência Nacional das Cidades
A representação dos diversos segmentos na 4ª Conferência da Cidade do Natal/RN deverá ter a seguinte composição:
- Gestores, administradores públicos e legislativo municipal - 42,3% = 59 delegados(as) ;
- Movimentos sociais e populares - 26,7% = 37 delegados(as) ;
- Trabalhadores, por suas entidades sindicais - 9,9% = 14 delegados (as);
- Empresários relacionados à produção e ao financiamento do desenvolvimento urbano - 9,9% = 14 delegados (as);
- Entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa e conselhos profissionais - 7,0% = 10 delegados (as)
- ONG’s com atuação na área - 4,2% = 6 delegados (as).--
FONTE: Yuno Silva/jornalista no seu.: SOS Ponta Negra :.

REPENTISTA AGORA É PROFISSÃO!


Atividade de repentista é reconhecida como profissão
Com a presença de mais de 30 repentistas de vários estados nordestinos, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou em decisão terminativa em 25/11 projeto de lei do deputado André de Paula (DEM-PE), que reconhece a atividade de repentista como profissão artística.De acordo como o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), relator da proposta (PLC 174/07), a medida visa a atualizar lei que trata da regulamentação das profissões de artistas e de técnico em espetáculos de diversões (lei 6.533/78), que não incluía a atividade de repentista entre os artistas.Repentista, pelo projeto, é quem usa o improviso rimado como meio de expressão artística cantada, falada ou escrita, com composição feita de imediato ou pelo recolhimento de composições de origem anônima ou da tradição popular. Assim, ressalta Crivella, são considerados repentistas os cantadores e violeiros improvisados, os emboladores e cantadores de coco, os poetas repentistas e os cantadores declamadores de causos da cultura popular, bem como os escritores da literatura de cordel.Na avaliação da presidenta da CAS, senadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN), o repente, muitas vezes, serve como instrumento de divulgação e apoio às causas sociais, uma vez que podem falar de ações de cidadania. Como exemplo, ela contou que repentistas já contribuíram com ações contra a dengue e a mortalidade infantil.Rosalba disse ainda que no período da ditadura militar essa forma de expressão artística era um dos únicos meios de divulgação de mensagens educativas, na qual os estudantes encontravam estímulo para lutar pela liberdade.
Fonte: Poeta Assis Braga
do Blog Robson Pires
Dutra Assunção - jornalista

domingo, 29 de novembro de 2009

AGENDA CULTURAL MÊS DE DEZEMBRO

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DO RN
Auditório: Rua Cônego Leão Fernandes, nº 619. Petrópolis
(Rua paralela à Av. Afonso Pena – liga a Av. Rodrigues Alves à Rua Mossoró)

CONVIDA PARA O PROGRAMA “QUARTA CULTURAL”
Dia 02.12.2009 - 18 às 21 horas: SARAU LÍTERO-MUSICAL

TEMA CENTRAL: “NATAL EM NATAL”

Faça “SARAUTERAPIA” : Declame, cante, conte causos,
assista à apresentação dos Poetas, Poetisas, Músicos, Cantores etc..

Coordenação: Sociedade Brasileira de Dentistas Escritores - SBDE

Apoio: Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN – SPVA/RN

è ÚLTIMO SARAU DO ANO: DIA 16.12
====================================================================

PARTICIPE TAMBÉM DA SEGUINTE PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA / CULTURAL

* SPVA/RN - AGENDA FIXA:
Sábados: Ciranda Poética, das 17 às 19 horas;
Última 5ª feira do mês: Sarau Lítero-Musical “Estação da Lira” - 19 às 21 horas
Local: Capitania das Artes - Ribeira

===========================================================

* ESPAÇO CULTURAL CANTO DO MANGUE: TODO 2º SÁBADO DO MÊS

Local: Praça “Pôr do Sol” / Rocas - Defronte ao Mercado do Peixe – Início: 19 horas
Poesia, Música com o Conjunto “Táio da Gata” - Coordenação: Poeta JAÉCIO CARLOS
PRÓXIMO: DIA 12.12 - HOMENAGEM: POETISA SUZANA GALVÃO


============================================================

* SEXTA DO REPENTE - Local: Palácio da Cultura - 1º andar - Cidade Alta
Toda 1ª sexta-feira do mês, das 20 às 22 horas. A plateia é convidada a interagir,
criando motes, temas, pedindo canções etc., abrilhantando mais o evento.
Coordenação: AEPP - Associação Estadual dos Poetas Populares do RN.


===========================================================

A ENTRADA É LIVRE PARA TODOS QUE GOSTAM DE POESIA E MÚSICA!


-------------------------------------------------------------------------------------------------

Veja o melhor da informação sobre cultura, arte, poesia em:
www.vivicultura.blogspot.com -
www.janiasouzaspvarncultural.blogspot.com
www.culturaseafectoslusofonos.blogspot.com
wwwgeraldaefigenia.blogspot.com

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

MOVIMENTO MODERNISTA NO PRINCÍPIO DO SÉCULO XX

O movimento Modernista apareceu no princípio deste século XX,
após a 1ª Grande Guerra Mundial (1914-1918).

A sucessão dos fatos históricos que mudaram a face da Humanidade teria de influir, logicamente,
na mudança do universo estético.

Na Europa, com maior ênfase na França e na Itália, o movimento modernista foi típico de após-guerra.
As gerações que surgiram então encontraram tudo destruído.
Sentiram necessidade de fazer algo pela criação de um mundo novo, para substituir aquele que,
melancolicamente, se esboroava.

Dai romperem, como conseqüência natural, as correntes renovadoras, inclusive na literatura.

O movimento não era endereçado, de maneira direta, a nenhuma escola literária.

Atingia a todas aquelas que estavam comprometidas com os padrões tradicionalistas.

Quais foram os pródromos do Modernismo?

Segundo o ensaísta e poeta Gilberto Mendonça Teles, "desde que, em 1905,
Pablo Picasso se encontrou com Apollinaire, pintores e poetas - entre estes Max Jacob,
André Salmon, Cendrars, Reverdy e Cocteau - começaram a integrar uma frente única,
a vanguarda que, em 1909,
já era conhecida pelo nome de Cubismo, na pintura, e, a partir de 1917, também na literatura".

Apollinaire (1880-1918) é o mais importante poeta do Cubismo,
ou da literatura francesa da 1ª Guerra (Guillaume Apoilinaire).

Em 20 de fevereiro de 1909, "Le Figaro" publicou o primeiro manifesto futurista
de Filippo Tommaso Marinetti (1876-1944), "criando ruidosamente o movimento artístico
mais famoso entre o simbolismo e a grande guerra .

Exerceu, ele, grande influência em quase todas as literaturas modernas,
com seus inúmeros (mais de trinta) manifestos sobre literatura, pintura, escultura, música,
arte mecânica. mulher, moral, luxúria, etc., conforme depoimento de Gilberto Mendonça Teles.

Isto sem contar "com suas conferências e suas polêmicas,
além de ruídos e escândalos em torno de sua pessoa (inclusive no Brasil')".

Marinetti nasceu no Egito, mas pode ser considerado um italiano de formação cultural francesa.
Estudou na Sorbonne, "freqüentando as boêmias intelectuais e fazendo grandes amigos
entre decadentes e simbolistas empenhados na teoria do verso livre, de que logo se fez adepto".

O "Manifesto Técnico da Literatura Futurista" foi publicado em Milão, a 11 de maio de 1912.

Em 11 de agosto do mesmo ano, Marinetti publicou o Suplemento desse Manifesto.

O Futurismo, de acordo com o Manifesto de 11 de maio de 1912, fazia recomendações alucinantes,
dentre as quais se salientavam: o combate à tradição acadêmica, com o uso do verso livre
e liberdade da palavra, sem respeito à gramática e à estética.

Abolição da sintaxe, do adjetivo, do advérbio e da pontuação.

O máximo de desordem nas imagens.
Renunciar a ser compreendido ( Anarquia mental e de criação, próprio dos fracassados ... )

Odiar as bibliotecas e os museus, preparando os povos para odiarem a inteligência.

O início do reino mecânico. Absoluto repúdio ao passado. O culto da força e da belicosidade.
E a mais incrível das recomendações: "É preciso cuspir cada dia no Altar da Arte", segundo as suas
próprias palavras, ditas e escritas nos seus manifestos.

Nós deste site, e eu Paulo Porphirio, embora não tenhamos a fama de tal cavalheiro, em repúdio a ele,
e aos seus adeptos, criamos na página CRÍTICA, um link LIXEIRA, nesta lixeira,
colocamos este senhor Marinetti, seus seguidores e todos os versos sem rima e métrica,
alguns de gente famosa, apoiados pela mídia, e grande vendedores de livros, além de, ainda como revolta,
criar o nosso MANIFESTO, o nosso MOVIMENTO, o qual se chama, RESSURGÊNCIA, em respeito a arte.

Reunirá todos os artistas reais, de todas as partes, os quais se comprometerão a reverter
os absurdos cometidos pelo movimento modernista.

A revolução, como vimos antes, alcançou as artes, bastando dizer-se que, na música,
resolveu desconhecer a harmonia e a melodia!!!

Os futuristas, tendo à frente Marinetti, diziam:
"Não nos compreendem porque a nossa arte se antecipa, é precoce.
Poucos são os "eleitos", que podem atingir o nosso vôo".

Regressando da França, em 1912, Oswald de Andrade se fez, no Brasil,
o primeiro importador do Futurismo, "de que tivera apenas notícia do Velho Mundo".

Os "modernistas", pelo menos os primeiros do Brasil, não gostavam muito de ser chamados futuristas,
cuja "etiqueta" pressupunha sentido pejorativo.

Muitos afirmam que o Modernismo (ou Futurismo) teve origem no Simbolismo de Rimbaud,
cujos símbolos seriam tão difíceis de compreender, que obrigavam a distinguir, pensar, tirar conclusões.

Outros movimentos de renovação surgiram, ainda, na Europa e na América,
todos verberando contra o "passadismo", e contra o "academicismo".

Afora o Futurismo, vieram à cena outros movimentos destinados a destruir todas as formas culturais existentes.
Mencionamos, além do "Cubismo", já citado: o "Cubofuturismo" (1913), com Maiacovsky, na Rússia;
o "Dadaismo" (1916 - Zurique, Suíça -embora o "Manifesto Dadá" tenha a data de 1918),
com Tristan Tzara, poeta francês de origem romena; e o "Surrealismo" (1924), com André Breton,
muito prestigiado por Apollinaire, que já anunciara o movimento em 1917.

E houve mais uma série de "ismos", que apontamos a seguir, sem entrar no mérito de cada um: "imagismo", "unanimismo", "vorticismo", "verismo", "ultraísmo", "criacionismo" , "expressionismo",
"existencialismo", "concretismo", etc. Nenhum deles, entretanto, tem qualquer valor real,
comparado ao "romantismo", "parnasianismo", ou "simbolismo" .

Como todos estes movimentos agrediam as formas tradicionais e evolucionistas da arte,
temos nós também o direito de em nome desta mesma arte, admitir que todos estes procedimentos
visando fugir do dever de estudar, aprimorar-se, tentar competir com os grandes gênios da arte mundial,
artistas de fato e de direito, poderiam eles, estes nomes pomposos, ser resumidos em um só e definitivo nome, respeitados os seus " ismos" , puro e cruel " IDIOTÍSMO".

Sabendo-se como é óbvio, que para entender arte, é preciso uma certa finura, conhecimento, sensibilidade,
coisa que poucos possuem, seja como fazedores da arte, ou como apreciadores;
os apologistas das "artes sem arte", nada mais estavam fazendo, do que vulgarizar, agredir esta arte,
roubando o direito de dizerem-se " artistas ", quando nada tinham para mostrar.

Pior ainda, passaram a fazer "arte" para os ignorantes, privando os intelectuais, os sensíveis,
os admiradores da arte, dos verdadeiros artistas.

Como os ignorantes são em maior número, lógico, as aberrações foram muito bem recebidas,
e ainda hoje são aplaudidas, compradas por altos preços, sendo na maioria das vezes,
prestigiadas pela mídia, a busca de audiência, representada pela maioria burra !!!

Perfeitos imbecis, são colocados nos tronos de poetas, músicos, pintores etc

O próprio Sr. Mário de Andrade, o "importador" da nojeira, inventada pelo outro ignorante
Filippo Tomazo Marineti, o tal " modernismo", transformou-se em " multimídia",
"fazedor de todas as artes", lógico, quem realmente é artista,
dedica toda a sua vida a grandes e demorados projetos de arte, fazer porcaria,
demanda pouquíssimo tempo, e dá aos vazios de exigências artísticas, a impressão de que,
o enganador, realizou várias modalidades de arte, fez milhares de poesias sem rima e métrica,
dezenas de peças absurdas, centenas quadros idiotas, dignos de serem feitas por um animal irracional...
A visão mais grotesca desta tentativa, de ser artista sem o sê-lo, pode ser vista na pintura,
pois ela é visual, e eu digo, quem nasce para Di Cavalcante ( parceiro de Mário de Andrade )
jamais chegará a Rubens, Monet, ou outro artista de fato ...

São feitas amostragens de "arte moderna" que, vista por quem tem sensibilidade, da nojo ...!!!

Bienais, e exposições de LIXO, quadros que não valem o preço da tela e da tinta, latas amontoadas,
bandeirinhas idiotas, poesias que são ridículas, personagens de um mundo medíocre, escondidos atraz das mediocridades dos seus autores ...!!! E aplaudidas pelos seus " semelhantes ".

Vejam o nosso MANIFESTO na página CRÍTICA.

No Brasil, a "Semana de Arte Moderna", realizada em São Paulo, no ano de 1922, marcou,
formalmente, o início, entre nós, do movimento modernista.

Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Graça Aranha,
deram começo ao movimento, em ambiente conturbado.

Segundo Gilberto Mendonça Teles, "a idéia de nossa Semana de Arte Moderna foi simplesmente
copiada da idéia de um "Congrés de l'Esprit Moderne",
programado um ano antes para março de 1922,
por André Breton,. e que foi a causa da briga de Breton com Tzara
e conseqüente desaparecimento do "Dadaísmo".

Com o "modernismo caboclo' aconteceu o mesmo que sucedera com o romantismo,
relativamente ao que este possuía de sentimento nacionalista ou jacobino.

Desde o princípio do século XX e desde muito antes, em todos os ramos de atividade,
sobressaiu-se o nacionalismo, que acabou por atingir o apogeu no embrião da nova escola literária.

E, à sua sombra, no campo da literatura, rompeu, enfim, bastante forte,
a insurreição contra os parnasianos e simbolistas, mais contra os primeiros.

Algo novo se prenunciava de maneira avassaladora; e, dessa força incontrolável, nasceu o Modernismo.

São muitos os que se queixam de que, no Brasil, faltam grandes poetas e, mais grave ainda,
falta a verdadeira poesia.
O jornalista mineiro Álvares da Silva, da "Folha de Minas" e da "Rádio Inconfidência",
de Belo Horizonte, já escrevia em 1941:
- "O delírio do movimento renovador da poesia, que teve fases verdadeiramente loucas, está passando.
Pode-se dizer até que já passou.
Ainda existem alguns debiloides que cultivam uma poesia misteriosa e incompreensível,
semelhante aos logogrifos, porém, sem chaves para a decifração".
(....) "Convenhamos que estas duas virtudes - beleza e clareza - nunca estiveram tão juntas
como na poesia clássica.

Muitos sonetos de Olavo Bilac são um milagre de beleza e clareza.

Não é preciso um segundo de pensamento para receber a mensagem de "Maldição",
pois no soneto há sentimento e compreensão". (....)
"Existe inquietude para encontrar a verdadeira poesia e o verdadeiro modo de dizê-la.

Não resta dúvida que a forma há de ser a antiga, não levada ao extremo; e a essência,
essa será a única e eterna, porém, com a experiência moderna".

Antônio Olinto, defensor do modernismo, e ele próprio modernista, escreveu em "O Globo",
edição de 18 de março de 1974, entre desencantado e realista:
"Que dilemas poderá a poesia brasileira estar enfrentando neste primeiro trimestre de 1974?

Veja-se que a Semana chegou a 52 anos, a geração de 45 vai fazer trinta,
o concretismo entra na faixa dos vinte.

Para os mais jovens, tudo isso que parece moderno se passou há muito.
As palavras de ordem, os "slogans", as medidas de salvação da poesia, nada valeu.

Com o tempo, cada um descobre que só vale a conquista pessoal de um poeta,
seja qual for o movimento e/ou a seita a que se tiver filiado". (. . . )

"Então, repita-se a pergunta: haverá no momento uma direção específica, uma bandeira,
a conduzir poetas brasileiros a determinado tipo de feitura?
E, se tal existe, que obras vem provocando? Nada impede que o poeta rompa os modismos
da hora e siga em frente, no seu rumo".
Na verdade, não se pode afirmar, honestamente, que o movimento modernista, quer no Brasil,
quer fora dele, já esteja definido.
Por outro lado, não será justo negar toda a arte modernista, porque também é viável, desde que equilibrada e autêntica, a poesia que não obedeça aos cânones da tradição.

"A poesia - diz Povina Cavalcanti - é livre como o vento... Há, entre os modernistas, poetas, artistas,
escritores sinceros.

Ao concluirmos esta página, vamos remover as divagações sobre poesia clássica e poesia moderna,
para fazermos uma pergunta que não deixa de ser necessária: qual o destino da Poesia?

Estará, mesmo, a Poesia, em declínio? Terá, ela, perdido sua essência, com o quase abandono
a que o poeta de hoje submete os velhos temas imutáveis, como eternidade, Deus, amor, natureza, sentimento?

A abolição do metro, do ritmo, da rima e da própria mensagem poética,
decretada pelos modernistas do século XX, contribuiu para melhorar, ou piorar, o nível da Poesia?

Será que os poetas, privilegiados aparelhos de captação, perderam sua capacidade para reconquistá-la?
Por que a poesia não se expande com toda a força de sua beleza criadora?

Será que a Ciência, com o seu ciclópico desenvolvimento, conseguiu nulificar a cultura artística, o poder da imaginação, a fantasia, o sonho, a fidelidade ao Belo - em suma, as principais armas do poeta?

Será que a realidade terrível da vida sufocou o devaneio, a busca do infinito?
Será que a mais recente era da máquina, o primado da tecnologia e os assombrosos prodígios nucleares
substituíram os mitos criados pela poesia? Será que, corroídos pela fúria materialista, os homens deixaram de perceber que, à frente e em redor, é sempre azul o horizonte de seu espírito?

Há crise de poesia? Há crise de poetas? Por que são omitidos ou, pelo menos, pouco ouvidos,
grandes poetas, neste fim de civilização?

Existe quem afirme que a poesia está em decadência, e quem assegure que já morreu. . . Como?
Não é, a poesia, o reflexo, o espelho da alma imortal?

Admitamos que, por motivos circunstanciais, rareiam, hoje, os poetas de alto porte ou, melhor dizendo,
de vôo longo.
Mas, temos poetas excelentes, nos diversos quadrantes do país, assinalando suas presenças com o brilho
costumeiro da poesia brasileira de todos os tempos.

Não há por que se retraírem nos longes anônimos, nos sacrários fechados de seus ermos interiores.

Fizemos este trabalho, CLUBE DA POESIA, ligado a ACADEMIA BRASILEIRA DE LITERATURA POÉTICA,
para abrir espaço para estes reais valores, para esta gente valorosa, estes poetas perfeitos,

artistas da palavra, a quem o ridículo não atingiu, e como minorias,


e sempre foram os artistas brutal minoria,
poderão aqui, fazer o seu protesto, e não existe maior protesto,
do que esfregar na cara dos medíocres modernistas,
a publicação de poesias perfeitas, modernas, românticas, onde a rima, a métrica a forma evolua,
porém não seja desprezada brutalmente...

Para satisfazermos nossa sede de Poesia, não devemos exigir novos Virgílios,
novos Homeros, novos Petrarcas, novos Dantes, novos Shakespeares,
novos Camões, novos Tassos, novos Miltons, novos Victor-Hugos...

Poetas de ontem, Poetas de hoje, Poetas de amanhã. Grandes ou "menos grandes",
existiram e existirão, porque a poesia não morre nunca, ela é parte do amor, e o amor é imortal !!!

É a rotina, que jamais se interrompeu.

A Poesia estará sempre no seu Altar Luminoso. Sempre! Eternamente !!!

Paulo Bomfim, príncipe dos poetas paulistas e eleito Intelectual do Ano de 1981, falando à revista "Veja",


de 10 de março de 1982, declarou:

- "Hoje, mais do que nunca, o poeta é uma figura incômoda, porque é, ao mesmo tempo,
a consciência mística do passado e o contemporâneo do futuro.
Traz uma centelha de fogo que o gelo procura apagar". (....) "Poesia é como um petróleo mental:
nossas vivências, inesperadamente, rompem do subsolo. Há poesia de circunstância, como a poesia social,
de indignação, protesto, que é navegação costeira, mas há também aquela transatlântica".

Morrer a poesia? Não! A poesia está em todos nós, como esteve bem viva desde o Paraíso,
quando o primeiro homem se deslumbrou diante da primeira alvorada e do primeiro poente.

E, ao seu lado, já se encontrava a mulher, fonte perene de poesia,
manancial inesgotável dos sonhos que nasceram no próprio dia da criação do mundo.

Voltemos, porém, à pergunta: qual o destino da Poesia? E a resposta não pode ser outra:
o destino da poesia é o mesmo destino do perfume, que enche de misticismo as flores.

O mesmo destino da luz, sem a qual não se poderia, sequer, contemplar as maravilhas do universo.
O mesmo destino da alma, que é eterna.

O mesmo destino do coração, que marca, não só o ritmo da vida do homem,
mas o próprio ritmo do verso, como do UNIVERSO ...!!!
Eu sou PAULO PORPHIRIO FERREIRA
cisnebranco@uol.com.br / weblider@netlagos.com.br
( 22 ) 9976 - 5309
Publique neste site a sua poesia, seja ela realmente uma poesia ...

.RESPEITANDO OS CRÉDITOS, PUBLICO NA ÍNTEGRA, AMEI ESSA AULA, NÃO PODERIA DEIXAR SOMENTE COMIGO, ESPERO QUE OUTROS POSSAM DESFRUTAR DESSE ENCONTRO SOBRE A POESIA, E COMENTÁRIOS DE PAULO PORFHIRIO FERREIRA.
fonte:wilkpedia

A NOITE DE ESPLENDOR DA ESCRITORA JÂNIA SOUZA!

Jânia, você é uma amiga, uma pessoa iluminada, Deus te abençõe ! abaixo palavras da própria Jânia Souza - escritora, poetisa e membro da SPVA.


JANIA SOUZA, AGRADECE AS PRESENÇAS AO LANÇAMENTO E APRESENTA AS OBRAS
Em um mar de bênçãos, amor e amizade, ocorreu o lançamento, segunda feira, 23/11/09, das obras Fórum Íntimo (poesia, segundo livro) e Magnólia, a besourinha perfumada (primeira obra publicada de autoria de Jania Souza na área de literatura infantil), na Livraria Siciliano do Shopping Midway Mall, em Natal/RN."Desejo, neste espaço, agradecer o apoio da imprensa local (jornais, rádios, TV's e bloggers), que publicaram matérias sobre os lançamentos, documentando esse momento tão especial para mim, quando apresentei ao grande público potiguar meus novos trabalhos na área de literatura.Aos meus queridos e incansáveis amigos e amigas, jornalistas e divulgadores da cultura potiguar, que realizaram essa espetacular cobertura, meu eterno


agradecimento com meu carinho:



Poeta e escritora Lúcia Helena Pereira (rosa-poema): http://www.outraseoutras.blogspot.com/




Poeta Vilmaci Viana (Vivi): http://www.vivicultura.blogspot.com/


Poeta e Presidente SPVA/RN, Geralda Efigênia: http://wwwgeraldaefigenia.blogspot.com/
Jornal Cajarana online: jornalista Dutra Assunção: http://www.jornalcajarana.blogspot.com/
Jornal de Hoje: coluna de modas de Érika Nesi em: 14/11/2009, sábado
Jornal de Hoje: jornalistas Élida e Daniela, danipacheco@hotmail.com , Encarte Diversão e Arte, Natal, 23/11/2009, segunda-feira, matéria:


Lançamento Literário - 'Fórum Íntimo'Jornal Tribuna do Norte:


jornalistas Isac e ao repórter fotográfico


Jornal Diário de Natal: jornalista Sérgio Vilar,


segunda-feira, 23/11/09


Rádio Rural de Natal: radialista e escritor César Leite Junior ( Entrevista no Sofá) - programa das 20 às 22h da segunda-feira


Rádio Nordeste de Natal: locutora Neide (sábado, 21/11, programa das 20 às 22h)


Rádio Globo de Natal: programas matutinos com os locutores Duarte JuniorTV Bandeirante de Natal: programa das 13h comandado pelo jornalista Muriu Mesquita, veiculado em 20/10/09, com vídeo de parte da entrevista no http://www.youtube.com/

domingo, 22 de novembro de 2009

JORNALISTA BETH MICIASCI ENTREVISTA PINGUE PONGUE COM A POETA POTIGUAR CLEVANE PESSOA.

JORNALISTA BETH MICIASCI

POETA CLEVANE PESSOA.
EXPLÊNDIDA COMO SEMPRE.


Clevane Pessoa
(crédito da foto:Iara Abreu)
A doce e linda, combativa e eficiente jornalista Elisabeth Misciasci, de Eunanet e Imprensa zaP.
Ping-Pong Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Nome: Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Natural de: São José de Mipibu - R.N.
Apelido: Nenhum em criança, mas mamãe às vezes chamava-me "Vaninha" e, quando morei no Maranhão, passaram a chamar-me de "Cle"
Nascimento: Dia e Mês:16/07/1947
Signo: Câncer
Filhos? Meus poemas concretos: Cleanton Alessandro e Gabriel (um de cada casamento, dez anos de diferença entre eles)
Quantos? Dois
Trabalha? Muito! Com desenho, literatura e divulgação cultural.Agora, aposentada como Psicóloga Clínica.
Sou palestrista, oficineira, etc.
Profissão: Poeta , prosadora, desenhista.Até aposentar-me, Psicóloga
Hobby: Cinema, leitura, viagem.
Estilo de Música: todos os que são bons e gosto muito de MPB.
Meu livro predileto é: A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende
Meu livro de cabeceira: Cem sonetos de Amor e Uma canção Desesperada , de Pablo Neruda
Um(a) grande escritor(a) ou Poeta: Tenho muitos prediletos, mas citarei apenas um: Fernando PessoaUma frase inesquecível: "Pela apreciação, tornamos o que é do outro, propriedade nossa"(Voltaire)
Meu programa preferido: Discovery HistoryPrato Predileto: feijão verde com carne de sol
Uma bebida saborosa: Cito 2 -Champagne/Café com chantily
Um doce: Tiramissu
Um Perfume: Azurra
Carro: do passado, um puma prateado.
Cor: Turquesa
Esporte pratica ou gosta de algum? Volley e basquete, mas não os pratico.
O que mais me atrai: A beleza e a retidão
Nas mulheres admiro: a classe e a criatividade
Nos Homens admiro: a honestidade
Animal de estimação? Lucky, meu cãozinho
Um nome: o meu, porque marcou-me a vida, sendo diferente.
Mania tem alguma: comprar livros
Vício tem algum? Nenhum - nem na adolescência.
O que chega mais perto, seria de desenhar, ler e escrever, sobre todas as coisas.
Quando eu acordo vou: atender ao meu cãozinho e fazer um café forte.Não durmo sem: ler
Um filme: A Casa dos Espíritos
Um grande Amor: Amo intensamente, mas vou direcionar para meu amor maternal e filial.
Um grande lamento: As perdas dos entes queridos.
Tenho saudades: dos que em amaram, dos que amei.
Detesto: decadências... Supérfluo é:
roupa cara demais, porque elegância é apenas "a liberdade de ser ,no espaço da roupa", conforme escrevi nos anos 80, em crônica.
Fico Feliz quando: as pessoas são sinceras e correspondem à minha amizade.Quando estou triste eu: hiberno para o mundo lá fora: durmo, escrevo, leio, desenho, não gosto muito de conversar.
Sofro ao ver: crianças sem infância sofrendo violências, desde o trabalho infantil, ao incesto e à prostituição.
Queria muito: que as mulheres se empoderassem e parassem de ser vistas como dependentes e pagas a menor, em relação aos mesmos trabalhos feitos pelos homens.
Nem pensar: traição, porque perpassa pela deslealdade.E a traição de amigos, dói mais.
Amigo pra mim é: quem cuida de mim conforme cuido dele, e que mesmo após anos sem ver, nos encontros, nos provoca a mesma alegria, apenas por existir...
Sinto-me plenamente quando: Amo e quando sou reconhecida pelo meu trabalho.
Viver é: somar, trocar e estar em alegria, em paz e harmonia com pessoas e com o Universo.
Preconceito: Como diz o aforismo "o melhor não presta"
Violência: a invasão de alguém no espaço e no direito de outrem, pela força física, pela proibição, pelo desrespeito...
Fome: Se houver "desemprego zero", não haverá fome, mas é uma das tristes carências e quem precisa sobreviver.A fome é humilhante.
Um presente inesquecível: Adoro presentear e ser presenteada, mas, inesquecível,foi um dicionário Aurélio que mamãe me deu quando passei no vestibular de Psicologia, pela significância..
Uma viagem dos sonhos: A Montevidéu, gostei tanto que queria morar lá...
Um sonho de consumo: Uma máquina de fotografia profissional
Chocolates ou Frutas: Ambos.-
Por que? - Porque adoro chocolate, mas não como muito e frutas, adoro, mas gosto de encontrar prontas para o consumo.
Um desejo: publicar todos os livros que escrevi.
Um carinho: "cheirinhos".
Um presente: depende da pessoa, mas dou muitos livros.
Amigo(a) é: quem gosta de nós, apesar de nós mesmos.
Felicidade é: bem estar ,paz de espíritoe contactar com a beleza, a arte, as pessoas intressantes ou queridas.
Um ídolo e porque: * D.Helder Câmara; porque era um pastor de sandálias, mesmo sendo bispo, teve coragem para defender seus idéias, os pobres e os perseguidos pela Ditadura, e um poeta encantador.*Estamos no seu centenário, a propósito.Web site:
http://clevanepessoa.net/blog.php- Na sua opinião, como a leitura pode levar educadores e educandos a tomar consciência de seu potencial criativo e transformador?
- A força da palavra produz uma bela simbiose com o imaginário, leva ao saber, que produz uma força interna muito grande que gra , por sua vez, a capacidade de mudar o que é preciso .Em sua opinião, onde e quando começa o aprendizado para uma cultura sustentável?
- Como e por que a literatura pode contribuir para esse aprendizado? - Quanto mais cedo, melhor.No Hospital Júlia Kubsticheck, eu coordenava a Casa da Criança e do Adolescente, com equipe intrdisciplinar,onde todos aprendiam da horticultura à poesia, do jazz ao teatro, da leitura produtiva, à escrita e aos cuidados com a saúde, como o Bem Estar necessário à vida- o que gerava uma segurança e um amor próprio fortalecedor.- Você por você, se auto-defina: - Uma pessoa que gosta de pessoas, da beleza e de tudo que é vivo-se for bom.Deixe uma mensagem e um poema, que você considere importante, ou apenas queira citar e divulgar.Mensagem:"O impossível é imprevisível só até acontecer"(escrevi jovenzinha, nos Anos 60)
POEMA
.
Paz, Meu Bem Maior©Por
- Clevane Pessoa de Araújo Lopes
A Paz é meu bem maior e eu a busco
calma e silenciosamente,
sem nenhum movimento brusco...
Com minha pequena luz de pirilampo,
consigo encontrá-la no sagrado campo
das minhas aspirações,
nos jardins coloridos das boas intenções,
no riso e no sono das crianças inocentes...
Com minha lanterna de brinquedo,
emborajá vi a
Paz no meio das ruas cheias de pessoas,
nas praias,
nos movimentos dos rios,
nas cintilações dos lagos...
Já senti Paz absoluta amamentando uma boquinha voraz,
dormitando nos braços do amado,
no gerúndio,
sempre muito devagar
paulatinamente...
Mas o verdadeiro lugar onde a Paz pôde ser encontrada,
mesmo em meio às guerras,
aos desastres,
mesmo nas UTIs,
nas lixeiras,
em cabanas cheias de trastes,
em meio à dor mais propagada,
à ópera mais desafinada,
ao vendaval mais louco,
ao horror de todas as prisões,
foi dentro do coração humano...
Percebo que,
mano a mano,
se as pessoas estão em acalmia plena,
é no berço de seus corações que a paz pode ser engendrada,
e o homem beber de sua água clara e amena...
.
Belo Horizonte,Minas Gerais,Brasil11/11/2002,19:33Autorizado a copiar, divulgar e republicar, desde que não altere e mantenha os devidos créditos.
Direitos ReservadosRevista zaP!http://www.eunanet.net/beth/pingpong/clevane_pessoa.phpFONTE:
Postado por Clevane_em_Pessoa às 19:16
Marcadores: Beth Miciasci-Entrevista PinguePongue com Clevane Pessoa

sábado, 21 de novembro de 2009

ALUNOS DO INSTITUTO PADRE MIGUELINHO, BRILHAM NO TEATRO ALBERTO MARANHÃO!

TATIANE
DIEGO


MARXUELL

Os professores do Miguelinho, não acompanham seus alunos somente na sala de aula. Prova disso, é a magnifica escritora e professora de Inglês, a nossa encantadora Maike.




A mesma foi in loco assistir a apresentação de seus pupilos MARXUELL, TATIANE E DIEGO, na apresentação de o lago dos cisnes.




As fotos que Maike enviou estão ai para mostrar a beleza que foi o espetáculo, estavam todos belíssimos e desenvoltos. Parabéns ao trio de balarinos e muito sucesso.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

PESSOAS QUE SABEM FAZER ACONTECER...

A GRANDE LARRÚBIA TAVARES
DIRETORA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DO
SINTE/RN
POETA EMANOEL IOHANAN

ALUNOS DO INSTITUTO PADRE MIGUELINHO


JOSÉ FERNANDES - CHEFE DA 1º DIRED E RUBENS AZEVEDO


PRESIDENTE DA SOCIEDADE DE DENTISTAS ESCRITORES.



PROF. JOSÉ TEIXEIRA


COORDENADOR GERAL DO SINTE/RN





PROFA. VICÊNCIA SANTOS


DIRETORA DE CULTURA DO SINTE/RN





PROF. GETÚLIO SOARES


DIRETOR DO INSTITUTO PADRE MIGUELINHO




POETA HILDA FURACON





EDINHO - MARKETEIRO

POETA E ATLETA MASTER EDIVAN SANTOS


ESCRITORA RISOLETE FERNANDES


ARLETE SANTOS


CASAL SUPERMARAVILHOSO - NEIDINHA E ALDERY


AGSLENE MARTINS



SUPER SILVIA


OPS! JÂNIA SOUZA, EUZINHA, NEIDINHA E CESAR.




CLAUDIA SANTA ROSA



XICO SERIDÓ




EUNICE ROSADO



ZÉ MARTINS, AGSLENE, AUZHÊ E NEZINHO



CORDELISTA JOSÉ ACACI



VANDILMA OLIVEIRA
PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO PARNAMIRIM DE CULTURA
PARABÉNS A TODOS QUE DE UMA FORMA OU DE OUTRA
CONTRIBUI COM A EDUCAÇÃO E CULTURA POTIGUAR.







------------------------------
DESAFIO DO AUTO DA CATINGUEIRA
COMPOSIÇÃO DE ELOMAR
.
Sinhores dono da casa, o cantador pede licença
prá puxa a viola rasa aqui na vossa presença.
Venho das bandas do Norte, com pirmissão da sentença
cumpri mia sina forte, já por muitos cunhicida,
buscano a inclusão da vida, ou os cutelo da morte,
e das duas a prifirida, aqui mi mandá a sorte.
.
Já qui nunciei quem sô, dêxo meu convite feito
pra qualqué dos cantadô, dos qui se dá pur respeito,
aqui pru acaso teja, nessa função de aligria
e pra qui todos mi veja, puxo alto a cantoria.
Nessa viola de peleja, qui quando não mata aleja
cantador de arrilia.
...
No na iscada dua igreja, labutei cua duza um dia
cinco morrêro d'inveja, três de avêcho, um de agunia,
matei os bicho cum moto qui já mi deu treis mulé,
é a histora dum cassote, cum cuati e cum saqué.
O casote com um pote, cuô pru cuati um café,
iantes ofereceu um lote, num saco pra o saqué
o saqué secô o pote, dxô o cuati só cua fé,
di qui dentro do tal pote, inda tinha algum café.
..
e xispô sambano um xote, o inxavido do saqué
qui cuati quá qui cassote, boto o bico e bato um bote
o qui é qui o saqué qué, iantes porém aviso,
sô marvado não aliso, tristi ou filiz o cantadô
qui apanhá pra dá o castigo, apois quem canta comigo
sai difunto ou sai dotô.
.
Sinhô cantador chegante, mi adisculpa o tratamento
nessa hora nesse instante, ta um cantô sinificante
sem fama sem atrivimento qui num é muito falante
nem de muito cunhicimento, mais pra titos e valintia
so trais uma viola na mão, falta o iluste cumpanhêro
marcá o lugá da prufia, se lá fora ou no terreiro
ô aqui mermo no salão.
.
Peleja de Elomar.
-------------------------------
RETALHOS POÉTICOS
.
"OS MEUS VERSOS PULAM DO MEU PEITO,
ATROPELAM A VOZ COM EMOÇÃO.
POIS QUANDO OS MEMOS TE OLHAM
FICAM TÃO FELIZES QUE SE BRINCAR
ESCREVO ATÉ UMA CANÇÃO."





-------------------------------------
"UM GALOPE, UMA DÉCIMA
ISSO É POUCO PRA MOSTRAR
O QUE SINTO NO MEU CORAÇÃO
O PRAZER DE FICAR PERTO DE TI
É PROFUNDO É MAIOR".
.
--------------------------------
.
A BRIGA É A VÉSPERA DA SEPARAÇÃO
E A SEPARAÇÃO É O FIM DE UM AMOR.
.
o O MEU PEITO GRITA DE TANTA DOR
POR DE VOCÊ ESTA MUITO DISTANTE.
ESQUEÇA AS BRIGAS, OS INSULTOS
E INDIRETAS E VENHA FICAR DO MEU LADO,
COM AMOR, MUITO AMOR.
POIS A BRIGA É A VÉSPERA DA SEPARAÇÃO
E A SEPARAÇÃO É O FIM DE UM AMOR.
.
-------------------------
.
SONO,
LENTO,
SENTIDO,
DITO.
SONHO,
VIVO,
VIDA,
VIVA!
.


--------------------------
.
DEVANEIOS
.
..
EU TENHO UM SONO PROFUNDO...
E FUNDO.
SO VIVO SONOLENTA...
E LENTA.
MESMO EM MEIO DO MEU AMBIENTE...
SOU CIENTE.
DO SEU AMOR CALIENTE...
CARENTE.
DESEJO MILHÕES DE ABRAÇOS...
NOS TEUS BRAÇOS.
ENCOSTADA NO TEU PEITO QUENTE...
E ARDENTE.
PRA VOCÊ FICAR CONTENTE...
E NÃO FICAR DOENTE,
AGUENTE.
O MEU AMOR É SEU...
EXPERIMENTE!



---------------------------


OLHOS/DESEJOS
.
QUANDO EU OLHO NOS TEUS OLHOS
BUSCO NELES TEU CORAÇÃO
É GRANDE O MEU ENCANTO
É IMENSA A MINHA PAIXÃO.
.
QUAQUANDO OLHAS NOS MEUS OLHOS
SINTO IMENSA ALEGRIA
MINHA ALMA ANSEIA E TANTO
SER SUA NEM QUE POR UM DIA.
.
QUANDO FALAS, SINTO DESFALECER
POIS O QUE TENTAS DIZER
NÃO É ALENTO É DESPRAZER.
.
CADA PALAVRA SUA MORRE UM
POUQUINHO DE MIM, NÃO SEI SE AGUENTO
TANTO, SABER QUE NÃO GOSTAS DE MIM


---------------------------------
UMA ODE A LUA
.
A NOITE ME DEIXA INEBRIADA,
ME NAMORA MAIS QUE O DIA,
ENTRE CHUVAS, FRIOS E TROVOADAS
O PEITO EXALANDO A DOCE CANTATA
DA PASSARADA AO ENTARDECER.
.
A NOITE ME ENCANTA, ME DEIXA LÂNGUIDA,
OLHANDO A LUA, DESVENDO O MANTO
DA DOCE LEMBRANÇA DO HOMEM AMADO.
DO TEMPO QUE ERA FELIZ NOS SEUS BRAÇOS.
.
OH! LUA DOS MEUS ENCANTOS QUE TAMBÉM
CONHECE MEU PRANTO, QUE GUARDA MEUS
SEGREDOS NO RECÔNDITO DO MEU MAIS PROFUNDO SER.
.
LUA QUE NAMORO, LUA QUE AMO.
A TI DEDICO UM SENTIMENTO DE CUMPLICIDADE
QUE EXISTE ENTRE EU E VOCÊ.


















OS SONHOS ... VOAM

Os sonhos voam no pensamento livre da poeta Fàtima Carvalho, a nossa flor de bugari.
Os sonhos vivem voando
e levam a gente em pensamento
para imensidão do infinito.
Os sonhos são coloridos
e cada uma de suas cores
reflete o amor de nosso coração.
Os sonhos voam bem alto
acima de qualquer barreira
e se vão buscando seus ideais.
Os sonhos não voam sozinhos
estamos com eles em qualquer lugar
porque somos nós quem os construímos.
Os sonhos... voam...
voam em liberdade com nossa alma.
FÁTIMA CARVALHO
Flor de Bugari
Membro da SPVA

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

ESCOLA MUNICIPAL MARIA DE LOURDES DE LIMA, PARTICIPA DO PROVA BRASIL/SAEB.

Localizada no município de São Gonçalo do Amarante, no Bairro de Guajiru- Conjunto Cidade das Flores.
Grosso modo a participação teve rendimento satisfatório. Observou-se que o trabalho existente na escola não é de aparências.
A clientela oriunda do bairro e também das imediações: Jardim Petropólis, Plaza Gardem, Olho d'agua e demais outras; conforme relato da diretora, professora Maria de Lourdes, a clientela não é trabalhosa, os alunos não são ansiosos, são atentos as normas do estabelecimento escolar, verifica-se ser fruto de uma gestão comprometida com seu fazer pedagógico.
Apesar da falta de professores de educação física, de porteiros a escola que tem 511 alunos matriculados e frequentando regularmente divididos nos matutino, vespertino e noturno.
A aparência externa da escola é bela, embora dentro falte o espaço da sala de professores, secretaria e uma biblioteca.
No dia da aplicação da PROVA BRASIL, a escola estava em festa, comemorando a aprovação de alguns dos seus alunos que foram aprovados no IFRN/CEFET. Parabéns aos que fazem a escola Maria de Lourdes de Lima caminhar brilhantemente.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

POETA JÂNIA SOUZA FAZ LANÇAMENTO DE SUAS OBRAS NA SICILIANO DO MIDWAY


poesias e MAGNÓLIA, A BESOURINHA PERFUMADA, infantil.
dia: 23/11/2009
às 19h na Livraria Siciliano do Midway, 3o. piso.

FÓRUM ÍNTIMO:
segundo livro de poemas de Jania Souza,
120 páginas, edição da Editora Alcance/RS.
Estilo livre sem a presilha de escolas literárias,
mas com a liberdade de ousar conforme sua emoção e a recepção do público.
O título originou-se do embate interior da autora com as alfinetadas do mundo externo,
reunida em seu íntimo com seus Eu's para debate de tema específico a cada inspiração no labor da poesia.
O livro divide-se em quatro blocos temáticos:
Amor; Reflexão; Mulher; Geografia.
Sua organização tem a assinatura do poeta, jornalista e editor Rossy Benyr, diretor da Editora Alcance.
Lançamento em 07/11/09 na 55a. Feira do Livro de Porto Alegre/RS no estande da Editora e no dia 23/11/2009, às 19h, na Livraria Siciliano do Midway Mall em Natal/RN.

Título:
MAGNÓLIA, A BESOURINHA PERFUMADA:
em 24 páginas ilustradas discorre-se a historinha da alegre,
solidária e sábia besourinho,
que deseja estreitar laços de amizade para harmonizar a vida no Jardim de Magnólias,
onde vive com seu Papai e Mamãe Besouro.
Dentre todos seus amigos, apenas a Lagartixa Mafalda a inveja e torna constrangedora a relação. Magnólia, cheia de idéias, resolve acabar com essa divergência, para tanto decide promover uma grande festa para comemorar a amizade e a vida. É uma maravilhosa viagem no mundo do faz de conta, que permite a valorização das relações humanas.
Fábula infantil em prosa para todas as idades.
Editora Alcance/RS.
Lançamento na 55a. Feira do Livro de Porto Alegre, às 19:30h, no dia 07/11,
no estande da Ed. Alcance
e no dia 23/11/09, às 19h, na Livraria Siciliano do Midway Mall.

POESIA - FILOSOFIA - POESIA

No contexto literário-filosófico Poesia e Filosofia podem ser consideradas rimas boas e ao mesmo tempo ricas, visto que se combinam exatamente e não são pobres ou vulgares porque não são tão comuns. Apesar de serem da mesma categoria gramatical – ambas substantivos – semanticamente se distinguem uma da outra e herarquicamente a poesia antecede à filosofia, porém, vivem harmoniosamente quando se refere ao uso na arte da palavra. Neste caso é onde se caracteriza um tipo de rima bela e riquíssima tanto no texto literário quanto no texto filosófico que se fazem intrinsecamente poéticos e com isso a denominação de prosa poética como em textos do escritor José de Alencar ( Iracema) e de textos do filósofo Heidegger ( Caminhos do Bosque). Por essa razão, denominarei poesia – o que hoje se chama literatura –, tudo o que já se foi expresso oralmente ou escrito no pretérito. Tudo era poesia. Eis que “o verso é mais antigo que a prosa e as obras dos grandes poetas têm demonstrado que o ritmo próprio de um idioma manifesta-se plenamente na criação poética, tanto na que obedece a padrões métricos e estróficos predeterminados, quanto no verso livre, que segue apenas as pausas e os critérios rítmicos sugeridos pelas palavras escolhidas.” (Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda.). Tem-se a tragédia, a comédia, o drama, a filosofia ou o trágico, o cômico, o dramático, o filosófico. Tudo se resumia em poesia que, nessa perspectiva, pode-se dizer que ia de Homero / Píndaro a Sófocles / Eurípedes ou de Heráclito / Parmênides a Aristóteles / Nietzsche. Em Heráclito o lógos – o Ser – se dá a conhecer pelas palavras e pela ação. Mas porque “a natureza ama ocultar-se”, ao sábio [ou ao poeta] cabe despertar os homens para o conhecimento e para a ação em conformidade com a Natureza, decifrando-a, como se decifram os enigmas (Introdução à história da filosofia – os pré-socráticos, pág. 85) Esse ocultamento da natureza aparece de forma alegórica em “Édipo Rei” que é a Esfinge, e o homem é Édipo que busca e desperta para o conhecimento, o saber ao decifrar justamente o enigma da esfinge e termina se fazendo rei de Tebas; e tal como um filósofo Édipo usa a sua inteligência, o lógos, a razão, o ser e vai de encontro ao adivinho, Tirésias, ao deus Apolo perscrutando tudo sobre a verdade dos fatos. Percebe-se, com isso, que Édipo sente prazer em exercitar o seu pensar à medida que as coisas vão se revelando à sua vista e vai descobrindo o poder que o conhecimento lhe dá ante a revelação dos fatos. Como já dissemos, anteriormente, o poeta trágico é o filósofo que se vela na personagem e esta se revela como filósofo utópico; enquanto o filósofo Parmênides se revela sábio e vela-se como poeta no poema filosófico quando nem mesmo na poética de Aristóteles não se revela nenhuma forma de poesia filosófica, vela-se naturalmente, visto que Aristóteles é verdadeiramente filósofo-poeta-filósofo.
Ainda no início dessa reflexão vimos que o escritor e poeta Machado de Assis em seu romance “Brás Cubas” cria a personagem Brás Cubas, o Humanita, para divulgar o seu pensamento filosófico. Fato é que Machado de Assis ou a personagem Brás Cubas fazem-se filósofos a utilizar o aforismo “ao vencedor, as batatas”. O interessante é que tanto poetas quanto filósofos se utilizam desse recurso que é o de ter uma personagem como veículo transmissor e mediador da sua mensagem, do seu pensamento filosófico. Não estaria eles fazendo o mesmo que os poetas clássicos que invocavam as musas para exaltarem seus cantos? Assim como o fez Sófocles em “Édipo Rei” com a personagem Édipo e o aforismo “decifra-me ou devoro-te” querendo mostrar o processo do saber pela investigação; assim como também o fez Platão em “A República” com a personagem Sócrates e os aforismos belíssimos como “conhece-te a ti mesmo” e “só sei que nada sei” como num processo de desmistificação através do lógos, do pensamento; bem como Nietzshe e a personagem Zaratustra e o aforismo “Deus está morto” como uma mudança radical do pensar ocidental com a transmutação dos valores.

M. C. Garcia é poeta e filósofo. O texto acima faz parte de um trabalho realizado em sala de aula no Curso de Filosofia na UFRN. (garciamc2001@hotmail.com / logosmc@ig.com.br)

LITERATURA DE CORDEL

É um tipo de poesia popular, originalmente oral, e depois impressaem folhetos rústicos ou outra qualidade de papel, expostos para venda pendurados em cordas ou córdeis, o que deu origem ao nome que vem lá de Portugal, que ainda tinha a tradição de pendurar folhetos em barbantes.
No nordeste do Brasil, herdamos o nome (embora o povo chame esta manifestação de folheto), mas a tradição do barbante não perpetuou. Ou seja o folheto brasileiro poderia ou não estar exposto em barbantes. São escritos em forma rimada e alguns poemas são ilustrados com xilogravuras, o mesmo estido de gravura usado nas capas. As estrofes mais comuns são as de dez, oito ou seis versos. Os autores, ou cordelistas, recitam esses versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola, como também fazem leituras ou declamações muitos empolgadas e animadas para conquistar os possíveis compradores.
Os cordelistas repentistas, possuem um dom divino, não é todo mundo que tem condições de escrever versos no repente e ao mesmo tempo cantar.
Aqui no nosso Estado existem repentistas famosos, podemos citar Antonio Sobrinho, Sebastião da Silva dentre outros.
Para informações bem mais precisas a esse respeito, existe a Associação Estadual de Poetas Populas/AEPP, cujo presidente é o renomado poeta trovador Dr. José Lucas de Barros.
No passado também temos poetas repentistas de fama apurada como: Manoel Macedo Xavier que fazia dupla com meu pai de saudosa memória José Milanez, Chagas Ramalho, pai do hoje famoso cordelista José Acaci.
Nesse ramo podemos destacar, que ainda vive, o mais antigo cordelista em atividade aqui do nosso RN - o poeta popular José Saldanha.
fonte: wikipédia

domingo, 15 de novembro de 2009

SPVA FAZENDO CULTURA


Um aluno com um livro

é pra fazer leitura.

A costureira na máquina

é pra fazer costura.

E onde agente chega

É a SPVA fazendo cultura.


Um moça em frente ao espelho

é pra cuidar da formosura,

mas pra ela ser perfeita

tem que ter bela cintura

e onde agente passa

é a SPVA fazendo cultura.


Dizem que ovo ou carne

em casa de pobre é chamado

de mistura.

Tomar sorvete é gostoso

e otimo com cobertura

e por onde agente andar

Vê a SPVA fazendo cultura.


Pra esquentar a mulher

homem tem que ter quentura

não tendo é mesmo que está

numa sessão de tortura, passe

o tempo que passar, mas a

SPVA está sempre fazendo cultura.



Autor: Edivan Santos
POETA

SPVA - INSTITUTO PADRE MIGUELINHO


DESENGANO - SONETO

O SEU AMOR MORENO BELO,
ERA SOMENTE FOGO DE PALHA,
NÃO DUROU NENHUMA INVERNADA
SÓ MACHUCOU, SOMENTE AGREDIU.

PENSEI QUE ESTAVA SONHANDO.
NOS SEUS BRAÇOS ME ENTREGUEI,
ACHEI QUE TINHA ENCONTRADO
O PRÍCIPE QUE TANTO QUIZ.

QUÃO GRANDE FOI MEU ENGANO
VOCÊ SOMENTE CURTIU
O QUE CHAMAM DE MOMENTO.

DEPOIS DISSO VOCÊ SUMIU
PASSOU A ME AGREDIR, PRA ME FAZER
ENTENDER, QUE MIM VOCÊ PARTIU.

sábado, 14 de novembro de 2009

UMES DIVULGA PESQUISA PARA GESTORES DO INSTITUTO PADRE MIGUELINHO

UNIÃO METROPOLITANA DOS ESTUDANTES SECUNDARISTAS
Rua Voluntários da Pátria, 802 – Centro, Natal/RN, Cep 59025-530



A UMES-Natal realizou, entre os dias 13 de outubro e 06 de novembro, pesquisas em dez escolas da cidade de Natal. O objetivo era saber o que os alunos achavam das atuais gestões escolares, se eram a favor da continuação da atual gestão e em quem votariam para dirigir a escola.


INSTITUTO PADRE MIGUELINHO-PESQUISA

Nesta escola a pesquisa foi realizada por Cristiane Teixeira, Presidenta da UMES/RN. Foram ouvidos 250 alunos, sendo feitas as seguintes perguntas: 1-O que você acha da atual gestão da escola? 2-Você é a favor da continuação de Getúlio na direção da escola? 4-Em quem você votaria em diretor da escola? (espontânea)*. 4-Em quem você votaria em diretor da escola? (pesquisa estimulada)*.
PESQUISA ESPONTANEA: É feita a pergunta ao aluno sem apresentar opções de nomes. Nesse tipo de pesquisa alguns alunos citaram nomes que não estão disputando a eleição, mais continuam lembrados por eles, como o atual diretor Getúlio e a gestora Geralda Efigênia. Podemos perceber nessa pesquisa que mais da metade dos alunos ainda não tem preferência por nenhum nome.
PESQUISA ESTIMULADA: Nesse tipo de pesquisa são apresentadas opções de nomes aos alunos. Nomes que estão sendo cotados para disputar a eleição.
CRISTIANE TEIXEIRA
PRESIDENTA
PEDRO RAFAEL
DIRETOR DE COMUNICAÇÃO


Vejam os resultados obtidos:


MATUTINO: 100 ALUNOS ENTREVISTADOS.


1- O que você acha da atual gestão da escola?


*Ruim: 25%


*regular: 39%


*boa: 33%


*ótima: 3%


2-Você é a favor da continuação de Getúlio na direção da escola?


*sim: 60%


*não: 40%


3-Em quem você votaria para diretor do escola? ( pesquisa espontânea, sem colocar opções aos alunos ).


*Eliene: 15%


*Ana Claudia: 9%


*Getúlio: 7%


*Geralda: 7%


*Alana: 5%


* Aldo: 3%


* Não souberam, não decidiram ou não opinaram: 54%.


4-Em quem você votaria para diretor do escola? ( pesquisa estimulada, foi dada opções de nomes aos alunos ).


*Eliene: 42%


*Ana Claudia: 26%


*Alana: 18%


* Aldo: 13%


*Telva: 0%


* Claudia: 0%


*Nenhum: 1%.


VESPERTINO: 100 ALUNOS ENTREVISTADOS.


1- O que você acha da atual gestão da escola?


*Ruim: 28%


*regular: 40%


*boa: 30%


*ótima: 2%


2-Você é a favor da continuação de Getúlio na direção da escola?


*sim: 48%


*não: 52%


3-Em quem você votaria para diretor do escola? ( pesquisa espontânea, sem colocar opções aos alunos ).


* Aldo: 15%


*Geralda: 8%


*Eliene: 7%


*Getúlio: 6%


*Claudia: 6%


*Ana Claudia: 3%


*Telva: 3%


*Alana: 2%


* Não souberam, não decidiram ou não opinaram: 50%.


4-Em quem você votaria para diretor do escola? ( pesquisa estimulada, foi dada opções de nomes aos alunos ).


* Aldo: 28%


*Eliene: 19%


*Ana Claudia: 16%


*Alana: 9%


* Claudia: 9%


*Telva: 8%


*Nenhum: 11%.

NOTURNO: 50 ALUNOS ENTREVISTADOS.


1- O que você acha da atual gestão da escola?


*Ruim: 20%


*regular: 50%


*boa: 26%


*ótima: 4%


2-Você é a favor da continuação de Getúlio na direção da escola?


*sim: 46%


*não: 54%


3-Em quem você votaria para diretor do escola? ( pesquisa espontânea, sem colocar opções aos alunos ).


*Getúlio: 12%


* Aldo: 10%


*Zilene: 8%


*Geralda: 6%


*Eliene: 4%


*Telva: 4%


*Alana: 2%


* Claudia: 2%


*Ana Claudia: 2%


* Não souberam, não decidiram ou não opinaram: 50%.


4-Em quem você votaria para diretor do escola? ( pesquisa estimulada, foi dada opções de nomes aos alunos ).


* Aldo: 30%


*Claudia: 20%


*Eliene: 16%


*Ana Claudia: 10%


*Alana: 10%


*Telva: 10%


*Nenhum: 4%.

UNIÃO METROPOLITANA DE ESTUDANTES SECUNDARISTAS - NATAL

CRISTIANE TEIXEIRA

PRESIDENTA

POETA AGSLENE MARTINS RECEBE HOMENAGENS HOJE NO ESPAÇO CANTO DO MANGUE


PARALELAS
.
Agslene Morais
O nosso amor é assim:
Como barras paralelas,
Nunca se encontram.
Gosto de super mercado
Você de feira livre
Obedeço à razão
Você a emoção
Acredito na felicidade presente
Você na felicidade futura
Acredito na vida agora
Você na pós-morte
Adoro o profano
Você o sagrado
Sou uma urbanóide
Você um zé rural
Não acredito em religião
Você acredita em todas
Falo loucamente
Você fala em silêncio
Parto todo dia
Você chega a todo momento.
AGSLENE PAIVA DE MORAIS MARTINS, nasceu em Caicó,é formada em História com especialização em Educação, Meio Ambiente e Sustentabilidade. Concluinte de Pedagogia,artesã e poeta. Estuda brincadeiras infantis com aproveitamento de sucatas, membro da SPVA - conselho fiscal.
APOIO CULTURALINFORMATICA EM REVISTA – TERCEIRIZE – EMPROTUR –GOVERO DE TODOS – PREFEITURA DE NATAL
BANDA ZÉ MARTINS – FIBRA DE COCO
NATAL SOFTONDE ESPAÇO CULTURAL CANTO DO MANGUE - PRAÇA POR DO SOL NAS ROCAS
ORGANIZAÇÃO: JAÉCIO CARLOS E WELLINGTON
BANDA OFICIAL: TAYO DA GATA
APOIO: POETAS SPVA/RN E DEMAIS INSTITUIÇÕES CULTURAIS DA CIDADEA
PARTIR DAS 19h DO DIA 14/11/2009 (SÁBADO)
MUITA TAPIOCA, PEIXE FRITO, MÚSICA E POESIA EM UM CENÁRIO AGRADABILÍSSIMO

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

SOS PONTA NEGRA E O ZELO DO GUERREIRO YUNO SILVA

Admiro o zelo, o carinho que o jornalista Yuno Silva tem dedicado a nossa Ponta Negra, tenho um elo forte com esse bairro, é lá que mora minha mãe, fui professora na E.E.José Fernandes Machado, o Machadão. Por isso transcrevo aqui a luta desse bravo camarada.
Leiam na íntegra

Ponta Negra corre perigo.Amigos fãs de esportes, é hora de ajudar Natal e principalmente a praia de Ponta Negra, berço de Grandes nomes do esporte brasileiro como Felipe Dantas, Marcelo Nunes, Calunga entre outros milhares de esportista, turistas e familias...Recebi um email do meu grande amigo Eduardo Bagnoli, geólogo e ativista ambiental a mais de 40 anos. Esse cara já salvou o sertão do Cariri e todo o interior da Paraíba e Rio Grande do Norte da devastação dos sítios arqueológicos, no estilo porta em porta na região. Ensinou, pacientemente, os moradores desses paraísos a valorizar e preservar esse sítios arqueológicos repletos de inscrições rupestres, explicando que um dia eles ganhariam mais dinheiro com o turismo bem elaborado do que moendo as pedras para fazer areia e cal.Como acontece hoje - esse sertão está sendo um sucesso para quem quer curtir lugares extremamente belos e se surpreender com um visual e uma cultura riquíssima.Eduardo Bagnoli já deu muita aula de conhecimentos no XtremeTV sobre movimentação de mares e formação de dunas no litoral do RN. Agora ele emite um alerta!Querem construir um emissário que jogará todo o esgoto sem tratamento da cidade no mar. Segundo ele, estudioso sobre o assunto, essas bactérias e coliformes fecais vão contaminar uma das regiões mais belas do Brasil.Por que não tratar o esgoto e usar parte da água para irrigar locais áridos da cidade e assim não poluir o mar verde azulado da cidade?Uma movimentação de esportistas está sendo organizada pelo Eduardo e pelo Calunga, big rider nordestino. Eles esperam fazer uma grande corrente de surfistas no mar para sensibilizar a opinião pública e é claro os governantes.Surfistas e kite-surfistas de Natal - esse sábado (14) é dia de você agradecer às ondas e aos ventos da Praia de Ponta Negra e dar um grande abraço no mar, defronte ao Morro do Careca! Se liga! Esteja lá às 9:00h!