domingo, 13 de dezembro de 2009

FLOR DE MANDACARU - POETA ROSA FIRMO

Flor de Mandacaru
Rosa Firmo
No dia que o mandacaru desabrochou mansa
Entre seus espinhos, uma branca flor
Na minha vaga imaginação de criança
Não percebia ainda seu verdadeiro valor.
.
Minha alma estava ainda sem mácula
E a flor ficou esquecida na minha cerca
Guardei reminiscências do passado sem mágoa
Hoje, para colorir a vida ponho-a na minha cesta.
.
O sol que cresta também fortalece os prados
Uma vaga doçura tramita no meu coração a doer
Compreendo que uma flor em campos áridos
Prenuncia ser orvalho, na seca do sertão a arder.
.
No espelho da velha estrada, comprida,
Vejo a imagem da flor e do espinho
Posta na sacada da luz da vida
Enfeitando meus sonhos, o meu caminho.
.
Acordei de um sonho do passado sentindo os passos
Somente agora confesso, a saudade cai sobre mim,
Nessa longa estrada da vida deixo meus rastros
Embalada num compasso de sentimentos sem fim.