domingo, 3 de janeiro de 2010

O TROVADORESCO - ADEMAR MACEDO

De que me vale a vitória
se ela representa a dor
da taça cheia de glória
do pranto do perdedor ???
(Marivaldo Ernesto/PB)


<<<>>>
Da linda infância de outrora,
guardo os brinquedos diversos,
na lembrança, que hoje mora,
no doce encanto... dos versos!
(Mara Melinni/RN)


<<<>>>
2000 > Barra do Piraí/RJ
Tema > VARANDA > M/H.
Nossa casa avarandada,
de sonhos e luzes cheias,
hoje é varanda fechada
onde a saudade passeia!
(Eduardo A. Toledo/MG)


<<<>>>
DIVAGAÇÃO.

– João Alfredo/RN –

No sonho, renovo
meu espírito,
imagino as vezes
vestir-me de arco-íris
para esbanjar beleza e cor
sobre este mundo
tão feio e descolorido.


<<<>>>
Sem cobrar qualquer metragem,
pela sombra ou pelos ninhos,
a árvore dá hospedagem
aos homens e aos passarinhos...
(Ademar Macedo/RN)


...E Suas Trovas Ficaram:
Imenso é Deus, o universo,
pequenino o coração;
mas o milagre do verso
nele enclausura a amplidão!
(Evan Monteiro/RN)


<<<>>>

Quando Deus me levar pra eternidade
ficará nesta terra a minha cruz,
juntamente com todos meus pecados
pois pecado pra lá não se conduz;
agradeço ao bom Deus por esta vida
e não quero que chorem na partida
porque vou para o céu pra ver Jesus!
(Ademar Macedo/RN)


<<<>>>
DESCRENÇA

– Maria Nascimento Carvalho/RJ –
Não tenho a mesma crença do passado,
e a tudo assisto com indiferença,
porque meu coração já destroçado
cansou de dar abrigo à minha crença.
Pois, sendo vida afora injustiçado,
desiludido, em sua dor imensa,
meu coração, pondo a razão de lado,
não quis mais esconder sua descrença...
Mas, eu, que ingenuamente,
em tudo cria, separando o real da fantasia,
vi quanto a fantasia me enganou...
Finda a crença que eu tive desde criança,
vi ruir meu castelo de esperança,
e tudo mais, em mim, desmoronou...