terça-feira, 23 de março de 2010

A POESIA DO DR. JOSÉ LUCAS DE BARROS

As estrelas são nítidos faróis
quando o céu anoitece mais bonito;
para nós, os poetas sonhadores,
a beleza da Lua é quase um mito
na distância da cósmica jornada
em que a voz de um trovão é quase nada
e o silêncio de Deus corta o infinito.
DR. JOSÉ LUCAS DE BARROS
PRESIDENTE DA ACADEMIA DE TROVAS DO RN