segunda-feira, 22 de março de 2010

POETA CIANO - IN MEMORIAN


não quero ser menino

Ciano


.

Certo dia me chamaram de garoto.

Fiquei feliz!

Que mesmo sendo um Zé de fome

Queria que garoto

Fosse o meu nome,

Pois menino nunca quis ser.

Achava ridículo:

Vem cá menino,

Sai pra lá menino,

Deixa isso menino,

Cala boca menino,

Tu vai apanhar menino.

Tudo proibido,

por quê?

Ainda na infância,

Fui chamado de criança,

Pimpolho,

guri,

bebê.

Isso me encantava,

Nem tinha vontade de crescer.

Certo dia fui chamado de rapaz,

Até me deu prazer.

Adolescente,

aborrecente,

Logo adulto seria meu nome.

Já não era um Zé com fome...

Cresci,

vivi a vida,

sonhei,

Fui amado,

adorado,

amei.

Um certo dia,

na velhice cheguei.

Vejam o meu destino,

Disseram:-

Esse velho virou menino.

Chorei....