quarta-feira, 21 de abril de 2010

JANIA SOUZA - ESCRITORA POTIGUAR TAMBÉM FAZ PARTE DO PROJETO DIFUSÃO DA LITERATURA FEMININA DE NEIDINHA MOURA


Jania Maria de Souza Silva, adora trabalhar com crianças, jovens e adultos por acreditar na construção de uma sociedade mais justa, solidária, participativa, igualitária numa cultura de paz, Potiguar, poeta, artista plástica, ativista cultural, pacifista, bancária da CAIXA, economista, contadora. Filiada à Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN – SPVA/RN; APPERJ; Clube dos Escritores de Piracicaba/SP; Movimento Poetas Del Mundo por levantar a bandeira da Paz. Organizou 04 volumes da Antologia Literária SPVA/RN, onde exerce o cargo de Diretora de Eventos. Voluntária desde 1994 no projeto assistencial Fraldinha – Nivaldo Calixto Torres, promotor da construção de uma consciência cidadã participativa para crianças a partir dos 04 anos até jovens com mais de 20 anos, oriundos dos diferentes bairros da cidade do Natal/RN e de classes sócio econômicos diversas, beneficiadas através da prática das regras dos esportes futebol e xadrez, com palestras oficinas de teatro e reforço em inglês, português e matemática. Sócia atuante da ONG Moradia e Cidadania dos Funcionários da Caixa Econômica Federal. Foi Presidenta da COEDUC – Cooperativa Educacional do RN no biênio 2001/2002. Prêmio do Concurso de Literatura do Sindicato dos Bancários em 2006 com a obra Sonhos Roubados. Selecionada nos Concursos Gente de Talento, 2005 e 2006 da Caixa com as poesias Sussurro ao Ouvido (Meu Chão). Na contra Mão do Planeta. Participação em diversas coletâneas nacionais, dentre elas Komedi. D’Selchi; Perfil e Caderno Oficina da APPERJ;Novos Poetas Natalenses da Biblioteca Municipal Esmeraldo Siqueira – FUNCARTE; Fazendo Arte, volume 1 e II do Sindicato dos Bancários do RN em 1998 e 1999, selecionada e classificada com as poesias: Quem Sou!...(2º.), Terra Ressequida (3º);Esquecidos (2°). Participação em diversas exposições de artes visuais, sendo uma individual. Sua obra Paisagem Ribeirinha ilustrou a capa do terceiro volume da Antologia Literária SPVA/RN