sábado, 15 de maio de 2010

DIA 30/05 - ÚLTIMO DIA PARA CONCORRER ESPAÇO NA PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA CULTURAL DA SBPC 2010



republico matéria do jornal Diário de Natal, Muito, 14/05/2010
"Tem hora que a gente se pergunta, por que não se junta tudo numa coisa só?". A pergunta do líder da trupe do Teatro Mágico, Fernando Anitelli na composição O Tudo é uma Coisa Só é respondida pela organização da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que aporta na capital potiguar pela segunda vez. A ideia da junção, praticidade, união é posta em prática durante o evento.
Conferências, apresentações de trabalhos científicos, simpósios, mesas redondas, encontros e mini-cursos fazem parte da programação cientifica da reunião, além de uma programação cultural e artística diversificada. Tudo em um mesmo espaço e unidos em um mesmo propósito. Tom Zé , Zeca Balero, Marina Elali e outros nomes locais já estão confirmados para se apresentar de 25 a 30 de julho, em Nata, Marcelo Lyra/Agencia Olho Nu
A única divisão está na temática.
A 62ª reunião anual da SBPC estará subdividida em quatro eventos:
a SBPC Jovem, a Expociência, a SBPC Científica e a mais badalada SBPC Cultural. Esta última é a única dotada de palco. É a única a receber Tom Zé e suas poéticas-variantes, ou o grave-poético de Zeca Balero e a pegada popular de Marina Elali. E por que não se junta tudo numa coisa só? Pois estão inseridas ainda na programação da SBPC Cultural, módulos como Cenários Culturais, Labirinto da Cultura, Mosaico, Prosa Poética e diversos outros espaços ocupados, prioritariamente, por projetos culturais consolidados e de benefício à sociedade potiguar.Alguns desses projetos que poderão compor a programação, são o Circo da Luz; o MPBeco, com a Feira Mix e exposição fotográfica; a feira de sebo inserida na ação Prosa Poética - que receberá a Nau Catarineta de Canguaretama; e o Buraco da Catita, que ocupará a praça de alimentação, já denominada Praça do Choro. "Levantaremos a bandeira da proposta cultural da Radio Universitária 88,9, com o Projeto Musica Potiguar Brasileira, que receberá no palco do Mosaico Cultural (Anfiteatro do Campus) alguns nomes do cenário local que representará esta proposta", adiantou a produtora do evento, Yanna Medeiros.A SBPC Cultural estará distribuída em vários espaços. O Centro de Convivência abrigaráa Praça do Choro. O estacionamento da Reitoria receberá as ações Labirinto Cultural e Cenários Culturais. Em frente a Comunica/TVU o evento apresenta a Prosa Poética e, compondo o seu cenário, a Nau Catarineta e a Associação da Feira de Sebo do Beco da Lama. No Anfiteatro do NAC - espaço novo, dirigido às apresentações de grupos artísticos - vai ter a Cientec Cultural, com a Mostra de Dança, Corais e Música de Câmera e o Circo da Luz, inserido no contexto do Mosaico Cultural.O evento - um dos mais importantes momentos de discussão e divulgação da produção científica brasileira - será realizado entre os dias 25 e 30 de julho. O tema central deste ano é Ciências do Mar: Herança para o Futuro. A expectativa dos organizadores é de que 30 mil pessoas visitem a SBPC ao dia. O secretário executivo do Ministério da Educação, Henrique Paim, informou em reunião com a deputada federal Fátima Bezerra e o reitor da UFRN, Ivonildo Rego, da liberação de R$ 4 milhões pelo MEC para a realização do evento.InscriçõesO período de inscrições da SBPC Cultural para artistas, grupos, autores e demais envolvidos com atividades culturais da cidade continua até 30 de maio no site do Núcleo de Arte e Cultura da UFRN.Natal Cidade MemóriaA mostra Natal Cidade Memória retrata uma Natal de ontem e hoje, organizada pela Semurb e que será inserida na ação Cenário Culiturais. Esta ação tem como proposta divulgar a cidade do Natal, recebendo exposição, abrindo diálogos em profissionais da produção artística entre outros.SAIBA MAISA SBPC foi criada em 1948 quando um grupo de cientistas decidiu fundar, no Brasil, uma Sociedade para o Progresso da Ciência inspirados em modelos já existentes em outros países. Trata-se de uma entidade sem fins lucrativos voltada, sobretudo, para o desenvolvimento científico e tecnológico do país. Natal já sediou uma edição e agora se prepara para ser a casa de mais um evento.