segunda-feira, 28 de junho de 2010

NEIDINHA MOURA A PÉROLA DA POESIA POTIGUAR!


Falar de Neidinha não é dificil,

é fácil,é sublime.

Neidinha é essa pessoa iluminada,

abençoada, culta, sensata.

É amiga,

é companheira,

é cumplice,

é cumpridora do seu dever,

mulher forte, organizada e guerreira,

Mulher sábia!

Mulher que dignifica o ambiente que pisa,

Mulher abençoada por Deus,

e seguidora,serva desse Deus, que

é também autor da minha fé.

Neidinha você é tudo isso e muito mais,

você é uma pérola, virtuosa

que Deus nos presenteou com sua amizade.




SEU POEMA IMORTALIZADO NO ESPAÇO CULTURAL CANTO DO MANGUE

Flauzineide recebeu homenagem na Praça da Cultura no Canto do Mangue em 2009 e presta homenagem a sua terra natal escolhendo este poema para fazer parte do acervo da praça.


És Meu Cantar

Por mais que busque

Viver o presente

São fortes as lembranças

Do meu lugar.


Meu passado,

Minha praia,

Minha infância,

Minha gente,

Minha mente vibra feliz a recordar.


São fortes as lembranças

Do meu mar,

De minha terra querida,

Do sal do meu lugar,

Do sol da minha praia,

Das noites de luar.


Por mais que busque

O presente,

É na lembrança

Que acalento

A saudade

De minha terra querida,

Areia Branca, tu és meu cantar!