domingo, 6 de junho de 2010

VOZ POÉTICA DE AMARO PARA O MESTRE DINIZ VITORINO.

A poesia está de Luto
O nosso Brasil também
Da poesia de matuto
Vitorino cantava bem
Recebeu um chamado
Pra ir cantar de lado

De Severino pinto no além
Meu Deus pai criador
Que me fez menino
Como és bem feitor
A grandeza do divino
Receba com alegria

Quem foi rei da poesia
Nosso irmão Diniz Vitorino.
Na terra foi Pelegrino
Com a viola na mão
Cantado um belo hino
Era sua bela profissão

Sua mente era um véu
Agora foi cantar no céu
Pra nosso Deus de Abraão
Minha lagrima rola no chão
Como vejo minha fantasia
De quem ouvi em canção

No peito que mostraria
Em via do pelo divino
Foi nosso Diniz Vitorino
Pra nos mostrar poesia