domingo, 15 de agosto de 2010

SOU APAIXONADA PELA EXPRESSÃO POÉTICA DO ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE - CADA FRASE UMA PALAVRA MÁGICA - PARABÉNS POETA!

POETA ROBERTO ACRUCHE







LABAREDAS

Espero-te!
Meu corpo arde em chamas
muito além do suportável...
A saudade de ti
invade-me com imensurável loucura!
Volte, como sempre:
Poderosa, alucinada, insana...
Quero os teus beijos, teu colo, teu cheiro, teus desejos.
Venha com toda a tua excitação...
em busca do amor...
queimando de paixão.
------------------------




DEGRADAÇÃO







Uma árvore desfolhada, abandonada,


em cujos galhos não havia um só ninho


não ouve o cantar feliz de um passarinho,


saudando a natureza dedicada.


Outras árvores, têm melancólico destino!...


Alguém ao cruzar o seu habitar


vem espontaneamente lhe cortar


derramando ali, o seu desatino.


A floresta minada de desgosto,


atormentada, sob um sol posto,


ao se sentir mortificada


chora o canto triste de um passarinho


que perdeu seu berço, perdeu seu ninho


em outra árvore derrubada.

-----------------
CAMINHOS


Caminhos... Caminhos!
Cada um com a sua história,
cada um com um destino!...
Caminhos que levam e trazem;
caminhos cruzados, esquecidos, abandonados;
caminhos que se encontram;
caminhos que se perdem!...
Caminhos do medo, da incerteza e da revolta;
caminhos dos enganos e dos desenganos,
onde durante anos aguardei a sua volta!...
Caminho da insensatez, da vaidade;
pelo qual você foi
deixando de vez
um peito angustiado,
sofrendo de saudade.

--------------------------




BUSCA

Quisera confessar as tantas coisas que me habitam,
tornar visível todos os pressentimentos meus,
desafogar-me dos sentimentos imprudentes,
descobrir uma serenidade divina e
livrar-me do desconhecido que me incomoda.

Cruzei por pontes de todas as estações
em busca de um momento que revelasse o que sou,
o que me embriaga, e assusta e me satisfaz.
Perdi-me pelos corredores da vida,
Deixei que me levasse de vencida...

Grito por um sorriso e enxugo as lágrimas
dissipando a tormenta das dúvidas.
Amparo-me nos sonhos, nas ilusões
e as minhas esquivanças,
são extraídas das lembranças
que despertam e reconstroem
as adormecidas esperanças.


Roberto Pinheiro Acruche