sábado, 25 de setembro de 2010

MENSAGENS POÉTICAS DO ADEMAR MACÊDO

Trova do Dia:

Foste embora enxugo o rosto,
agora bem decidida;
sem a saudade e o desgosto,
eu abro as portas à vida.

(Ivone Prado/MG)

****************

Trova Potiguar:

Para mim a juventude
é um espelho de cristal,
reflete a solicitude
que vem do bem ou do mal.

(Evan Monteiro/RN)

**********************

Uma Trova Premiada:

2006 - Curitiba/PR
Tema - CINZA - Venc.
Meu tempo tornou-se esparso...
Por mais que eu tente retê-lo,
nem com tintura eu disfarço
o cinza do meu cabelo...

(Vanda Alves/PR)

**********************

Uma Poesia livre:

DANDO VIDA AO PAPEL.
– Pinhal Dias/Portugal –
Sente e não arrefece
fervilha no que escreve
mensagem que ilumina,
dando vida ao papel.
Refeito no seu populismo
fá-lo-á com altruísmo,
eloquente e fluente,
onde resvalam as quizília
suavizando o romance:
- Criando amor!
O Fado assim cresceu,
visando o autor
em suas rimas:
- A musicalidade!
No seu eco…
Gerando a felicidade.

******************

MONTAGEM DE CEICINHA CÂMARA

**********************

...E Suas Trovas Ficaram:

Se a riqueza traz a calma,
falsa é a paz que dela vem;
paz é a que emana da alma
que vive fazendo o bem.

(Alfredo Valadares/MG)

*************************

Estrofe do Dia:

Depois que o silêncio veio
a brisa trouxe o açoite,
e Deus resolveu à noite
dar um tranqüilo passeio,
o mar se encontrava cheio,
ele se pôs a pensar,
diante a luz do luar
em sua missão suprema;
ele escreveu um poema
no caderno azul do mar.

(Jomaci Dantas/PB)

************************

Soneto do Dia:

INDIFERENÇA.
– Renata Paccola/SP –
Passo por ti, e nem sequer me notas,
embora eu vá seguindo tua vida.
Sei de tuas vitórias e derrotas,
acompanho de perto tua lida.

De tuas fãs, eu sou a preterida.
Em teu meio, sou alvo de chacotas,
e me sinto como uma nau perdida
(busco em vão encontrar as próprias rotas).

Passas com jeito de quem não me quer,
usas palavras vãs, idéias turvas,
ao passo que eu te espero sem perder a calma.

Mas se pensas em mim como mulher,
enquanto vais olhando minhas curvas,
eu fico retratando tua alma.