quinta-feira, 28 de outubro de 2010

MOMENTO POÉTICO


PERCEBER-SE

É sentir-se parte de tudo que nos rodeiam,

É saber-se conhecer como filho do Deus vivo,

Que criou o seu e a terra.

É conhecer-se por si só, como sujeito único.

È saber-se que a vida não é somente instante.

É buscar forças e conforto no Criador,

Para poder esquecer sofrimentos e dores.

É também integrando-se ao outro,

Que se chega ao todo.

É também saber que temos autonomia,

Para fazer o que queremos,

Desde que não interfira na

Liberdade do outro.

É reconhecer que o cotidiano

Faz-nos sentir-se vivo,

E vivos termos paciência com o outro,

Quando este, nos tira do sério.

É dar alegria aos que conosco convivem,

É compreender mesmo não sendo compreendido,

É saber diferenciar a hora da ofensiva,

Da hora da defensiva.

É saber perdoar mesmo quando

Somos agredidos, ou cerceados dos nossos direitos.

É saber o valor que somente o amor

De Cristo, nosso mestre e senhor nos transmitem.

É saber que etimologicamente,

Amor é troca... Amor é vida, Ódio é doença,

E que precisamos perdoar sempre

E acabar com indiferenças, ou diferenças.

Pois se sabe que no mandamento Cristão,

Perdoando se é perdoado,

Amando se é amado.

Assim sendo, façamos da tristeza,

Um canto de paz e de alegria,

Mesmo vivendo-se num mundo

Estritamente confuso e desleal

Somente assim, quem sabe...

Encaramos de fato que Deus é real

E que faz toda diferença na vida

De quem o conhece.