terça-feira, 3 de maio de 2011

A EXPRESSÃO POÉTICA DE GILMAR LEITE

Inquietação Poética

Eu sou como um pequeno vaga-lume

Minha luz clareia, mas não orienta,

Meu caminho de versos não sustenta

A incerteza da vida quando assume.

Como o cheiro que se evola do perfume

Meu sentido poético não se assenta,

Cada passo que dou é um Ser que inventa

Uma estrada sem fim, por sobre um gume.

Sempre busco olhar no tom das cores

O sensível tingindo os esplendores

Quando a tarde se deita no crepúsculo.

O que mais me seduz é o encantado

Mergulhar entre as fendas do ocultado

E buscar a grandeza no minúsculo.

Gilmar Leite

Obs. soneto inspirado a partir da frase “O vaga-lume clareia, mas não orienta” do pernambucano Lourival Holanda