segunda-feira, 5 de setembro de 2011

LÚCIA HELENA UMA BARONESA NA LITERATURA DAS TERRAS DE POTI.

A poetisa, cronista e escritora Lúcia Helena Pereira, presença hoje desta página, numa produção da divulgadora lítero cultural Neidinha Moura, essa mulher guerreira, poetisa escritora que sabe muito sobre todas as mulheres escritoras norte-riograndense. Por meio do belíssimo trabalho de Neidinha fiquei sabendo sobre as mulheres potiguares que fizeram e fazem história. Convido todos e todas para conhecer o Projeto Difusão da Literatura Feminina Potiguar, vocês irão amar, salientando que o mesmo está presente em toda a rede de ensino público do RN. Detalhes: www.divulgadoraliterocultural.blogspot.com



Lúcia Helena Pereira - Poetisa de Ceará Mirim/RN
Foto de Betuca

Biografia resumida de Lúcia Helena Pereira

Lúcia Helena Pereira, Nasceu em Ceará - Mirim / RN em 09 de julho.
Cursou o primário e o ginasial no Instituto Maria Auxiliadora (das irmãs salesianas). Cursou o primeiro pedagógico no Colégio Imaculada Conceição - CIC e mais dois anos no Instituto Presidente Kennedy. Fez Licenciatura Plena em História / UFRN - 1974. Estudou o curso prático de francês pela Aliança Francesa de Natal -1960 a 1964. Escritora Membro efetivo da Associação de Jornalistas e Escritoras do Brasil - AJEB, onde exerceu, com sua eleição para a primeira Presidenta do RN 1990 a 1997 e primeira presidenta Nacional 1998 a 2000. Membro da Academia Feminina de Letras do RN - Março de 2002. Sócia fundadora da Academia de Letras de Ceará Mirim/RNagosto de 2011. Membro de IHG / RN, eleita em Novembro de 2004. Autora de “Pássaro Azul de Asas Cor - de – Rosas” 1982- Livro de poemas. Participou da Breve Coletânea de Juvenal Antunes-1998. Integrante de Antologias Nacionais e Regionais. Livros no PRELO: JUVENAL ANTUNES: sua vida, suas obras, seu grande amor e sua morte; Palcos da Infância; As Divinas Cartas.


A poesia de Lúcia Helena

TRAGO UMA FLOR DENTRO DE MIM
Lúcia Helena Pereira - fev.09

CHEIA DE CHEIROS E RICO ESPÉCIME,
COM PÉTALAS DOURADAS,
ÀS VEZES AVELUDADAS...
TRAGO UMA FLOR DENTRO DE MIM
COMO SE FOSSE UM PEQUENINO JARDIM
ENFEITANDO O MEU INTERIOR.

TÃO PERFUMADA E TERNA,
COM MIL NUANÇAS
AO BALOIÇO DO VENTO...

TRAGO UMA FLOR DENTRO DE MIM,
QUE CHORA AO SENTIR SEDE,
E SE ACALMA QUANDO A NOITE CHEGA...


ESSA FLOR ÀS VEZES FICA ESQUECIDA,
NUM CANTO QUALQUER DO JARDIM FLORAL..
E SE DESTACA, PELA BELEZA E COR!

TRAGO ESSA FLOR COMIGO HÁ MUITOS ANOS,
IMORTAL, VIVA E RESPLENDENTE -
A FLOR DA AMIZADE E SOLIDARIEDADE.


NOTA: NEM SEMPRE SABEMOS COLHER, ESCOLHER, VARRER SOMBRAS, APAGAR PESADELOS. MAS AS FLORES EXISTIRÃO SEMPRE, COMO SÍMBOLOS MAIORES DOS CAMINHOS. OS SÍMBOLOS QUE PEDEM VIDA!
Lúcia Helena


Quer saber mais sobre Lúcia Helena? veja aqui:
http://outraseoutras.blogspot.com/
http://letrasecanaviais.blogspot.com/