domingo, 19 de fevereiro de 2012

A EXPRESSÃO POÉTICA DO DOUTOR VALDECY ALVES - FORTALEZA/CE


A LONGA NOITE...

Ah, meu povo! Meus tristes irmãos,
Que longa noite vocês atravessam!
Não de 12 horas. Não de um dia
Não de uma semana...
Mas uma longa noite de meses!
Que demorado é o sol do novo dia
Não há lua, nem estrelas...
Sequer vagalumes errantes!
Sem esperança! Reféns de um presente
Que será escondido no futuro
Nas sombras da história!
Pois foram traídos, traíram-se
Ao tempo que a traição fervilha!
Cozendo-os impiedosamente
A criatura devora o criador!

Que trevas! Que escuridão!
E sopra o vento da necessidade
E troveja o terror das facções egoístas
Relampejando incessantemente a inquietação.
... Enquanto o pêndulo do tempo
Faz-se monótono e enfadonho!
Não pode haver treva maior
Nem pior sinal de decadência
Quando a esperança
Deixa de direcionar-se para o futuro!
Para ser a esperança
Do retorno ao pior vivido
No deprimente passado!
É hora de tornar-se cinzas
Para renascer! Cada um
E todos coletivamente

Necessidade e ignorância
Demagogia e oportunismo
Excesso de personalismo de governos
Submissão sem fim do governado
Só podem conduzir à escravidão!

Mas o sol haverá de vir
E a energia de sua luz
Virá da força do trabalho
Da autonomia verdadeira
Do exercício da liberdade plena
Da ação construtora
Da utopia tão sonhada!
E chegará um dia
Que de tanta luz
De saber e consciência
De Alegria e da não necessidade
Que a existência da mais pura escuridão
Não passará de uma lenda
No coração dos poucos supersticiosos!
Mas para isso e preciso luta
Necessária reação
A liberdade, a paz, a alegria
O triunfo e a glória
Só podem ser colhidos
Onde antes houver plantação!
Hora de revolucionar-se
E revolucionar!
Levantem-se! Não fiquem de joelhos!
Só de pé pode-se
Arar o chão para raízes do sonhado!
CHEGOU A HORA DE NOVA PLANTAÇÃO
SOBRE AS CINZAS DO QUE HAVIA OUTRORA!
RENASCER E REVOLUÇÃO!