domingo, 29 de abril de 2012

VEM AI... A NOITE DA LIRA!

LUCINHA LIRA - O SHOW
LOCAL: AABB
DIA: 11 DE MAIO DE 2012
HORA: 21 h 
RESERVAS DE MESA - (84)88086353 - 32070506
IMPERDIVEL!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

ENSINO MÉDIO NOTURNO DIFERENCIADO:SEEC REUNE EQUIPE PARA ATUALIZAÇÃO DAS ORIENTAÇÕES CURRICULARES


A Secretaria da Educação e da Cultura por meio da Subcoordenadoria de Ensino Médio/SUEM reúne neste final de semana, Professores, Gestores, Coordenadores Pedagógicos, Secretários de Escola  e Técnicos da Secretaria e das Diretorias Regionais de Educação/DIRED para debater a atualização das Orientações Curriculares da  Proposta Pedagógica do Ensino Médio Noturno Diferenciado. A programação acontece sexta-feira, 27, e sábado, 28, no Centro de Treinamento da Emater, em São José de Mipibu, e vai contar com a participação da secretária Betânia Ramalho, do Assessor Pedagógico Isauro Beltran dentre outros.
Tendo como eixo central a permanência do estudante trabalhador na escola, e com isso reduzir a repetência e a evasão na sala de aula, a programação tem como objetivo reformular as orientações curriculares, adequando-a  as novas Diretrizes  Curriculares do Ensino Médio, bem como a luz das Orientações da Educação Básica do Estado. 
Atualmente o Programa Ensino Médio Noturno diferenciado, está presente em 70 escolas das 291 escolas de Ensino Médio da rede estadual de ensino.
O encontro que acontecerá nesta Sexta feira 27 e sábado 28, terá a presença dos profissionais das 11 (onze) escolas pioneiras da proposta cujo título era: (RE)PENSANDO O ENSINO MÉDIO NOTURNO, co-participantes na elaboração da proposta.
Em maio acontecerá para todas setenta escolas, com o mesmo propósito, salientamos que esta proposta é genuinamente potiguar e tem alcançado êxito, de acordo com pesquisas desenvolvidas nas escolas o índice de evasão e repetência no turno tem minimizado consideravemente, e uma das atividades que tem chamado a atenção do estudante trabalhador a permanecer na escola é o projeto interdisciplinar que tem dado oportunidade desse estudante a participar ativamente da vida da escola por meio de atividades lúdicas e cientificas.
Atualmente a Coordenadora do Ensino Médio no Estado do Rio Grande do Norte, é a Professora Doutoranda Maria Aliete Cavalcante Bormann, profunda conhecedora das questões ligadas a ensino médio.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

CONVITE VERNISSAGE DE PEDRO GRILO NETO

26 DE ABRIL 

EXPOSIÇÃO DE PEDRO GRILO NETO.

O GRILO POETA,
TROVADOR,
GRILO AUTOR
DE FRASES LEVES
INDELEVEIS
E AUDIVEIS.
GRILO ARTISTA
DA POESIA E DA ARTE
GRILO ARTEIRO
BRINCANDO COM PINCEIS
GRILO AMIGO
GRILO BRINCANTE
UM GRILO QUE ESTÁ
EM EXPOSIÇÃO PLÁSTICA
E DE NOME BORRATELA.
VÁRIAS VERSÕES DO NOSSO GRILO
ESSE GRILOQUERIDO
POR QUEM O CONHEÇO.

terça-feira, 24 de abril de 2012

TOINHO SILVEIRA REALIZA A NONA EDIÇÃO DO TROFÉU CULTURA AMANHÃ, 25 DE ABRIL DE 2012.


LÚCIA HELENA PEREIRA - A BARONESA DOS VERDES CANAVIAIS - PARABÉNS GRANDE ESCRITORA DAS FLORES E DO AMOR!


TOINHO SILVEIRA
TROFÉU CULTURA

VAI CHEGANDO TOINHO SILVEIRA COM A NONA EDIÇÃO DO TROFÉU CULTURA.

Em 2011 fui agraciada com o Troféu Cultura, por Toinho Silveira. Esse magnífico prêmio está guardado entre os meus melhores bens materiais, e me foi entregue, no Auditório da FIERN, em bela solenidade, pelas mãos do querido Diógenes da Cunha Lima, em maio do ano passado.

A vida é pródiga e vamos acumulando afetos e a travessia da vida torna-se mais leve, mesmo ao soprar de ventos contrários, conseguimos transpor algumas muralhas. E um troféu desse quilate é a grande recompensa aos nossos feitos.

E em 2011, como bem disse o escritor português Carlos Morais dos Santos: "Este é o ano de Lúcia Helena Pereira - poetisa das flores e do amor", recebi medalhas e troféus, os quais agradeci com humildade.

Toinho Silveira assina a produção do evento em sua nona edição, com cerimônia de premiação a ser realizada amanhã, 25 de abril, às 19h30, na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte.

O Troféu é concedido através de uma consulta aos jornalistas dos principais veículos de comunicação de Natal e críticos de artes. E vai agraciar artistas, produtores, personalidades e instituições, pela produção da arte e da cultura, ao mesmo tempo em que se propõe a divulgar os nomes daqueles que estimulam e protegem a diversidade cultural e artística do Rio Grande do Norte.

Parabéns a Toinho Silveira, à toda sua equipe e aos que serão contemplados amanhã, afinal de contas, cada premiado estará recebendo mais estímulo às suas atividades.

Agradecida pela deferência do telefonema de Toinho Silveira que me disse: "...vá de chinelinho de tecido, de sandália baixa, seja lá como for, mas quero lhe ver lá"...(ele sabe que estou com problemas nos pés e pernas, provocado pela fibromialgia).


PARABÉNS E MUITO OBRIGADA!

OLIMPIADA DE LINGUA PORTUGUESA FAÇA PARTE DESSA HISTÓRIA!




     O Estado do RN conta com uma adesão em 67% dos municípios para a Olimpíada de Língua Portuguesa, ainda é pouca, considerando a importância do certame. Precisa-se de mais participantes, para tanto você PROFESSOR poderá fazer sua inscrição até 25 de maio, para garantir sua participação nesse evento que premia e engrandece seu fazer pedagógico diário.
     Acessem a pagina www.facebook.com/olimpiadadelinguaportuguesaRN, para maiores esclarecimentos assim como, ter um maior acesso as informações a respeito das Olimpíadas nas escolas e nas DIRED.
      Aqui no Estado o responsável é o Professor – Subcoordenador de Avaliação Escolar-SUAVE, da Secretaria Estadual de Educação/SEEC-Afonso Gomes. O mesmo lembra que o material didático está sendo enviado pelo MEC para que você PROFESSOR possa trabalhar com seus alunos a produzir textos, escrever redações, discutir e analisar textos em suas diversas formas, bem como leituras e releituras, e assim descobrir a magia desse universo que circunda a nossa Língua Portuguesa, tornando com isso a possibilidade de transpor essa leitura para um magnífico texto.
       Esse evento e de suma importância no seu fazer diário, não deixe de participar afinal precisamos tornar o Rio Grande do Norte uma escola de excelência, com leitores capazes de conhecer-se e reconhecer-se cidadãos conscientes do seu papel nessa sociedade em que vive.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

domingo, 22 de abril de 2012

PRESIDENTE DA UBE/RN AUTOGRAFA MAIS UM LIVRO NA PROXIMA SEXTA FEIRA - 27/04.



  "ENTRE O AZUL E O INFINITO" NA PRÓXIMA SEXTA, 27 DE ABRIL NA ACADEMIA NORTE-RIO-GRANDENSE DE LETRAS/ 18:00 HORAS.





C O N V I T E

O 1º Vice-Presidente da União Brasileira de Escritores - UBE/RN, escritor Jurandyr Navarro da Costa, convida Vossa Senhoria e família para o lançamento do livro ENTRE O AZUL E O INFINITO do confrade EDUARDO GOSSON, vol.2, da Coleção Antonio Pinto de Medeiros, selo editorial Nave da Palavra.

Local: Academia Norte-Rio-Grandense de Letras - ANL
Rua Mipibu, 443 - Petrópolis.
Data: 27 de Abril de 2012 (sexta-feira) Hora: 18h
Confirmar presença através do e-mail: eagosson@gmail.com

FÓRUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO CRITICA AVALIAÇÃO DO IDEB

ideb


Principal baliza para medir a qualidade do ensino brasileiro, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), criado no governo Lula, está sob ataque. O Fórum Nacional de Educação, grupo de entidades encarregado de fiscalizar a execução do Plano Nacional de Educação (PNE), é contra o uso dele como parâmetro para aferir a melhoria da aprendizagem.
Em março, o fórum pediu formalmente ao relator do projeto de lei do PNE, o deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), que alterasse a redação da meta 7 – uma das 20 previstas no plano. O pedido vai na contramão do que pretendia o Ministério da Educação em 2007, quando o então presidente Lula lançou o Plano de Desenvolvimento da Educação. Baseado no Ideb, o plano traçou metas de qualidade para 2021, quando o governo espera que os estudantes brasileiros atinjam o nível médio de aprendizagem demonstrado pelos países desenvolvidos em 2003.
O Ideb é a soma de dois indicadores: os resultados da Prova Brasil, teste de português e matemática aplicado na rede pública, e a taxa de aprovação dos alunos. Um dos integrantes do fórum, o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, diz que o Ideb tem aspectos positivos, mas também apresenta falhas. “É um instrumento válido, mas dá uma fotografia muito distorcida. Precisa ser aperfeiçoado, com a construção de um sistema nacional de avaliação da educação básica que inclua outros elementos, como variáveis socioeconômicas dos alunos, o lugar onde as escolas funcionam e os insumos que existem em cada escola”, afirma.
Se depender do fórum, o novo PNE continuará fazendo referência ao Ideb, mas a meta 7 ganhará nova redação. O substitutivo de Vanhoni diz: “Fomentar a qualidade da educação básica em todas etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir as seguintes médias nacionais para o Ideb”. Já o fórum defende que “a qualidade da educação não deve ser vinculada a um único índice, como o Ideb”. A redação proposta pelo fórum substitui o Ideb por “diretrizes operacionais e conceituais da avaliação que visem à melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem, de modo a alcançar o padrão de qualidade e equidade constitucionalmente determinados”.

fonte: yahoonoticias

DEFESA URGENTE DA MEDIDA PROVISÓRIA 562/2012 QUE AUMENTA RECURSOS PARA A EDUCAÇÃO DO CAMPO.



educação no campo


Palestrantes defendem relevância e urgente da MP que aumenta recursos para a educação no campo
A importância da Medida Provisória 562/2012 foi defendida pelos quatro palestrantes convidados para a audiência pública realizada nesta terça-feira (10) pela Comissão Mista Especial criada para emitir parecer sobre a matéria. Deputados e senadores analisam se a MP atende aos pressupostos constitucionais de admissibilidade (relevância e urgência).
O ministro interino da Educação, José Henrique Paim Fernandes, defendeu a proposta por destinar mais recursos públicos para a educação no campo. Segundo ele, o Ministério da Educação (MEC) vem tentando estreitar e fortalecer ações e programas educacionais na área rural.
- Mas ainda temos um caminho muito longo a ser traçado – disse, ao reconhecer que o país ainda tem uma dívida em relação ao fortalecimento da educação no campo.
José Henrique, que é secretário executivo do Ministério da Educação, disse que a MP vai promover o aumento dos recursos do Fundeb para a educação no campo. Ele informou que o dinheiro será investido em programas como o Mais Educação, Brasil Alfabetizado, Caminhos da Escola e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).
Também estão na previsão do Ministério as seguintes ações: construção de novas escolas; compra e distribuição de livros didáticos; melhoria da infraestrutura de escolas (como saneamento e pequenas reformas); apoio à educação de jovens e adultos e investimentos em polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB).
Para o ministro interino, a MP sinaliza um “compromisso mais real do apoio do ministério à educação do campo”. Disse ainda que o texto da matéria segue diretrizes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
A presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Nilene Badeca da Costa, elogiou a institucionalização do Plano de Ações Articuladas (PAR) do MEC promovida pela MP, por beneficiar as ações municipais e estaduais em educação. Segundo ela, a medida fortalece a formação continuada de professores, beneficia a oferta da educação em período integral no campo, como em assentamentos da reforma agrária, e aumenta a construção de quadras de esportes.
A representante da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Márcia Adriana de Carvalho, destacou que a MP beneficia não só a educação infantil mas também a de jovens e adultos, além da formação profissional continuada de professores.
- Essa MP é relevante e urgente para agilizar as demandas municipais de qualificação da educação – afirmou Márcia Adriana de Carvalho.
O membro titular da Comissão Nacional de Educação do Campo (Conec), Luiz Peixoto da Silva, classificou a MP 562 como um “momento marcante” no qual o governo federal passa a atender antigos pleitos de associações, entidades e população do campo.
Ele explicou que os Centros Familiares de Formação por Alternância (Ceffas) já formaram mais de 51 mil jovens e estão presentes em 17 estado, oferecendo formação integral dos jovens e de suas famílias, conscientização cidadã e agroecológica, valorizando a agricultura familiar, a cultura, a produção sustentável e a autonomia das famílias.
Já o relator, deputado Padre João (PT-MG), reconheceu que o Brasil ainda está em dívida com a população do campo em relação à educação oferecida a essas pessoas. Ele destacou que a aprovação da MP vai fortalecer a educação de jovens e adultos no campo, diminuindo o número de pessoas não alfabetizadas.
A proposta de realização da audiência pública partiu do relator da matéria, deputado federal Padre João. Ele informou que seu relatório será entregue no dia 17 de abril, em reunião a partir das 14h30. Segundo ele, a MP poderia ser votada na comissão já no dia 19 deste mês. A MP passa a trancar a pauta da Casa onde estiver (Câmara ou Senado) a partir de 5 de maio.
O presidente da Comissão Mista Especial da MP 562/2012 é o senador Waldemir Moka (PMDB-MS). A vice-presidente é a deputada federal Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO). O relator-revisor é o senador José Pimentel (PT-CE). O colegiado é composto por 12 senadores e 12 deputados.
A MP
A Medida Provisória 562/12 contém uma série de medidas que tratam da área de educação, principalmente a rural. O texto institucionaliza o Plano de Ações Articuladas (PAR); inclui os polos presenciais do sistema UAB na assistência financeira do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE); e contempla com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) instituições comunitárias que atuam na educação do campo.
A MP também destina recursos da União para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e inclui, entre as atribuições da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a de subsidiar o MEC na formulação de políticas e no desenvolvimento de atividades de suporte à formação de professores.
O PAR, que existia desde 2007 como um plano de metas do MEC, tem por objetivo promover a melhoria da educação básica pública por meio de apoio técnico ou financeiro prestado em caráter suplementar e voluntário pela União às redes públicas de educação básica, observando as metas e as diretrizes fixadas pelo ministério. A União fica autorizada a transferir recursos aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios sem a necessidade de convênio, ajuste, acordo ou contrato.
A MP estabelece que o Programa de Apoio aos Sistemas de Ensino para Atendimento à Educação de Jovens e Adultos (Peja) terá como base o número de estudantes atendidos nos estabelecimentos públicos de ensino, mesmo que as matrículas ainda não tenham sido computadas pelo Fundeb.
O motivo da mudança no cálculo é que pode haver um lapso temporal entre a matrícula do estudante e sua contabilização para destinação de recursos do Fundeb. A nova regra visa estimular o aumento do atendimento do público da Educação de Jovens e Adultos ao possibilitar o financiamento dessa modalidade de ensino a partir da efetivação da matrícula ou do início das aulas.
O texto do Executivo admite o repasse de recursos do Fundeb para instituições reconhecidas. Segundo a MP, também poderão receber recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) as escolas mantidas por entidades e os polos presenciais do sistema UAB. O MEC autorizou a criação de mais de 600 polos presenciais do sistema Universidade Aberta. A expectativa é que se chegue a 900 polos. O custo para o apoio está estimado em R$ 30 mil por polo/ano. Para 2012, o valor a ser repassado será de R$ 18 milhões, previsto no orçamento do FNDE.
A MP também inclui, entre as competências da Capes, a de subsidiar o MEC na formulação de políticas e no desenvolvimento de atividades de suporte à formação de profissionais de magistério para a educação básica e superior e para o desenvolvimento científico e tecnológico do país. A Capes poderá pagar bolsas e firmar convênios que beneficiem os profissionais do magistério da educação básica.
Exigência constitucional
A comissão mista é a primeira instalada depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar que o Congresso cumprisse o rito de tramitação de medidas provisórias previsto na Constituição Federal. A obrigatoriedade da criação dessa comissão foi estabelecida pela Emenda Constitucional 32, de 2001.
Em 7 de março, o Supremo julgou ação direta de inconstitucionalidade (ADI) sobre a Lei 11.516/2007, derivada da MP 366/2007, que criou o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A lei foi declarada inconstitucional, com determinação de prazo de dois anos para que o Congresso editasse nova lei para garantir a continuidade da autarquia. O STF apontou a ausência de análise prévia dos requisitos de admissibilidade pela comissão mista do Congresso.
No dia seguinte, no entanto, o STF mudou parcialmente a decisão, diante da perspectiva de que outras centenas de medidas provisórias fossem consideradas inconstitucionais, o que poderia gerar insegurança jurídica. Ao rever o julgamento anterior, o Supremo estabeleceu que somente as novas MPs têm de ser submetidas à comissão mista, como determina a Constituição, ficando preservadas aquelas já convertidas em lei e as que se encontrassem em tramitação.

FONTE: Da Redação, com informações da Agência Câmara

SINDICALISTA EXPLICA EM CARTA ABERTA POR QUE ESTÁ CANDIDATA A COORDENAÇÃO GERAL DO SINTE/RN


Prezados trabalhadores e trabalhadoras em educação,
Existem momentos em que devemos fazer uma avaliação sobre a forma de como conduzimos os rumos de nossa vida. É assim também sobre como desejamos lutar pelos nossos ideais. Os rumos da luta dos trabalhadores em educação há muito tempo não correspondem os interesses e expectativas de nossa categoria e, por conseguinte, ao grupo de militantes sindicais a que pertenço (Articulação Sindical).
A pesar de todas as críticas dos trabalhadores à direção do SINTE/RN, tentamos construir a unidade e assim, apresentamos propostas como forma de corrigir estes problemas. Entretanto, não foi possível estabelecer o consenso, em virtude de não concordarmos com a política discriminatória de veto ao meu nome e de nossos companheiros de militância.
Para atingir seus objetivos político/eleitorais, a direção do SINTE/RN persegue seus dirigentes sindicais, manipulam assembléias, distorcem fatos e assim, coloca os trabalhadores em educação uns contra os outros para atender as conveniências alheias a luta da coletividade da categoria.
Não podemos concordar com este descaso de forma passiva sob pena de conivência. Por acreditar no resgate da credibilidade sindical de forma transparente, ética, democrática, determinada e coerente, comunico o rompimento político da direção do SINTE/RN. Minha decisão é acompanhada por boa parte da militância do sindicato. Juntos poderemos fazer muito mais do que esta velha ordem estabelecida da qual a categoria não agüenta mais.
Todos me conhecem como uma guerreira incansável no movimento em defesa de nossa categoria ao longo da minha militância. Permaneço do lado dos trabalhadores como sempre estive em momentos distintos de luta. Debaixo de chuva e de sol estivemos unidos no grito e na raça reivindicando nossos direitos e avanços em nossas conquistas.
Unidos e fortalecidos continuaremos a participar ativamente nos rumos de nossa luta, desta vez na qualidade de candidata a Coordenadora Geral do SINTE/RN. Não estou sozinha neste projeto, somos muitos em todo o Estado e seremos mais se estivermos inteiramente ligados aos anseios e desejos da categoria.
Se você acha também que o SINTE/RN pode ser um Sindicato que corresponda os anseios dos trabalhadores da educação, junte-se a nós. Vamos somar a este movimento que ganhou o estado com nossas propostas, diálogo, articulação com os trabalhadores. Vamos juntos unidos até a vitória final nas eleições sindicais e, assim separar o joio do trigo.
Janeayre Souto
Diretora do SINTE/RN e da CUT/RN
Trabalhadora em Educação do RN
funcionária de Escola. 

sábado, 21 de abril de 2012

DORINHA TIMÓTEO E BARROCA IN FOCO!

  Os artistas potiguares DORINHA TIMÓTEO E BARROCA, ícones da cultura norte rio-grandense, professores, poetas e pessoas maravilhosas, estarão fazendo show cultural no aniversário dos 70 anos da Escola Estadual Potiguaçu, localizada no bairro de Igapó - Zona Norte de Natal/RN.
O evento ainda contará com a participação especial do grupo contadores de HISTÓRIAS HUMANESCENTES. Os artistas apresentarão  recitação poética, canto e contação de história.
A dupla é maravilhosa, conheço de perto o show dos mesmos e, recomendo.
DATA: 27 de abril - (sexta feira) 
HORÁRIO: 8:00 h
                     17:00 h
 

A BARONESA DOS VERDES CANAVIAIS TEM LIVRO NO PRELO

JUVENAL ANTUNES: SUA VIDA, SUAS OBRAS, SEU GRANDE AMOR E SUA MORTE - LÚCIA HELENA PEREIRA.



LÚCIA HELENA PEREIRA

   ESCRITORA DO PAÍS DA INFÂNCIA EM CEARÁ-MIRIM, TEM NO PRELO, UM NOVO LIVRO SOBRE O TIO-AVÔ: JUVENAL ANTUNES DE OLIVEIRA. 
O LIVRO TEM O RECHEIO FANTÁSTICO DO HUMOR E DA BELA VERVE POÉTICA DO AUTOR DOS SEIS ELOGIOS, INCLUSIVE, O ELOGIO DA PREGUIÇA, QUE O "PRÍNCIPE DOS POETAS ACREANOS" - JUVENAL, CUMPRINDO BOA PARTE DO SEU DESTINO POÉTICO, COM BELEZA LITERÁRIA E SUA IRREVERÊNCIA, MUITAS VEZES DILATADA DA ALMA INQUIETA, PRODUZIU, AO LONGO DA SUA CURTA EXISTÊNCIA, A MAIS VIVA E REDIVIVA HISTÓRIA DE AMOR, CONTADA EM SONETOS E CARTAS. E A SOBRINHA-NETA VEM A PÚBLICO, DIVIDIR AS PERIPÉCIAS DO BOÊMIO E POETA, COM NOVOS SONETOS EXTRAÍDOS DOS MANUSCRITOS DEIXADOS PELA IRMÃ DO POETA, ESCRITORA MARIA MADALENA ANTUNES PEREIRA, A SINHÁ-MOÇA DO OITEIRO.
 O LIVRO ENCONTRA-SE AOS CUIDADOS DE UM DIAGRAMADOR DE EXCELENTE FORMAÇÃO TECNOLÓGICA, PARA, EM BREVE, FIGURAR DO ACERVO DA LITERATURA POTIGUAR. 
ISAURA ROSADO MAIA - ESCRITORA DO RN - FARÁ A SÍNTESE BIOGRÁFICA DE LÚCIA HELENA, A QUEM ACOMPANHA DESDE QUE A MESMA LANÇOU A "BREVE COLETÂNEA DE JUVENAL ANTUNES - 1998". UMA BIOGRAFIA À GUISA DE APRESENTAÇÃO DA AUTORA NA ABERTURA DO LIVRO. 
O PREFÁCIO VEM DAS MÃOS DA NETA DA POETISA ANA LIMA - VIOLANTE PIMENTEL - (QUE ESCREVE COM A ALMA, OS OLHOS E O CORAÇÃO, ALÉM DA LÁGRIMA VERTENDO DOS SEUS OLHOS SENSÍVEIS).
 A APRESENTAÇÃO DO LIVRO TEM OS FILIGRANAS DO OURO LITERÁRIO DE ANNA MARIA CASCUDO BARRETO, FILHA DO IMORTAL LUÍS DA CÂMARA CASCUDO, QUE PRIVOU DA AMIZADE E ADMIRAÇÃO DO ENTÃO JOVEM - JUVENAL ANTUNES. E UM RIQUÍSSIMO DEPOIMENTO DO ESCRITOR E SENHOR DE ENGENHO - EDUARDO HENRIQUE GOMES DE CARVALHO. 
 VAMOS AGUARDAR O PRECIOSO LIVRO DE LÚCIA HELENA, AINDA ESTE ANO. 

***********************************************

 (Release de William Gomes - escritor capixaba radicado em Senford/EUA e um dos correspondentes de Lúcia Helena.)

ESCOLA PÚBLICA DO RN: SEMPRE MOSTRANDO QUE TEM TALENTO

Estudantes potiguares vão se apresentar em feira internacional

Por Assessoria da SEEC
O projeto de três estudantes potiguares foi selecionado para ser apresentado na I Feira Internacional de Empreendedorismo Produtivo, Ciências e Cultura do Equador, que vai acontecer de 26 a 28 de abril, na cidade de Ambato. Eles são alunos do 2º ano do Ensino Médio da Escola Estadual 11 de Agosto, do município de Umarizal, e desenvolveram o seu próprio sistema de geração de energia eólica.

Orientados pelo professor José Everton Pinheiro, Jonas, Marcondes e Flávia Kaliny participaram no último mês de março, da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, Febrace, realizada em São Paulo. Lá eles foram selecionados pela Rede do Programa de Olimpíadas de Conhecimento e seguem agora para o seu primeiro evento internacional, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação do Rio Grande do Norte.

Segundo a secretária de Estado da Educação, Betânia Ramalho, incentivar projetos científicos ainda na Educação Básica é uma das metas do atual governo. "E esse grupo de Umarizal, assim como outros estudantes potiguares que recentemente participaram da Feira Brasileira de Ciências da USP, em São Paulo, serve de exemplo para todos os alunos da rede pública. É uma prova de que é possível fazer diferente.", concluiu.

O grupo embarca para a cidade equatoriana neste domingo (23), com os custos da viagem assumidos pela Secretaria de Estado da Educação. Antes disso, os estudantes e o orientador participam de um curso de preparação oferecido pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), em Mossoró, nesta sexta-feira, 22.

fonte: assessoria da Secretaria de Estado da Educação.

FÓRUM DE GESTÃO METROPOLITANA - SALÃO DE EVENTOS DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO RN

A Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte em parceria com o Núcleo RMNatal – INCT Observatório das Metrópoles (UFRN), realiza no dia 27 de abril de 2012 o Fórum sobre a Gestão Metropolitana na Assembléia Legislativa Estadual, evento destinado a debater e ampliar o conhecimento sobre os desafios do planejamento e da gestão das metrópoles, em especial da RMNatal. A Programação conta com a participação de acadêmicos, políticos, técnicos governamentais, alunos e professores, além de gestores públicos.

As inscrições estão sendo feitas no link http://www.al.rn.gov.br/forumgestaometropolitana/.
Contamos com a participação de todos.

Núcleo RMNatal – INCT Observatório das Metrópoles (UFRN)

PROGRAMAÇÃO (27 DE ABRIL DE 2012)

8h às 9h - Credenciamento

9h às 9h30 - Mesa de Abertura

9h30 às 10h - Painel: A Região Metropolitana de Natal - UFRN - INCT Observatório das Matrópoles: Núcleo Natal

10h00 às 10h40 - Política Nacional para as Metrópoles: Estatuto da Metrópole
Palestrantes: Ideli Salvatti - Ministra da Secretaria de Relações Institucionais
Paula Lavanelli Losada - Sub Chefia de Assuntos Federativos, Secretaria de Relações Institucionais, Presidência da República

10h40 às 11h30 - Debates

11h30 às 12h30 - Boas práticas em Gestão Metropolitana - Experiência da Rede 10 (BH)
Palestrante: Paulo Roberto Paixão Bretas - Secretário de Planejamento, Orçamento e Informação da Prefeitura do Município de Belo Horizonte
12h10 às 12h50 - Debates
13h00 - Encerramento

fonte: encaminhada por e-mail/marcio

segunda-feira, 16 de abril de 2012

A POETISA E FILOSOFA ROSA REGIS ESTREIA NO PROGRAMA CAFÉ FILOSOFICO DA TV UNIVERSITÁRIA - VEJAM!


Estou fazendo o CAFÉ
FILOSÓFICO com cordel
E Filosofia juntos
Porque este é meu papel,
Mostrar a nossa cultura
Que viu quase a sepultura,
Ressurgir como um corcel.


O programa CAFÉ FILOSOFICO,irá ao ar no dia 18 de abril, uma quarta-feira às 19:30, e reprisará no dia 21/04, um sábado, às 15:00h. TV U - O CANAL DA UFRN.

ATENÇÃO PROFESSORES APOSENTADOS!

Professor aposentado com 40 Horas, veja a nova oportunidade que existe para você reorganizar sua vida funcional. Mas isso é URGENTE.

sinteee Da Redação do blog: funcionarios e professores da educação pública do RN.


Todos os professores que se aposentaram com uma carga horaria de 40 horas semanais e que em 2001 mudaram a sua carga horaria por força da Lei Complementar 196/01, para 30 horas semanais, tem a oportunidade de retornar para as 40 horas.
A Lei Complementar 196/01, trouxe a alteração da carga-horária de 40 para 30 horas semanais.
A assessoria jurídica do SINTE irá recorrer judicial para a alteração da Carga horaria para os professores que sejam portadores do ato de aposentadoria com 40 horas semanais.
Os aposentados que sejam portadores do ato de aposentadoria com 40 horas semanais e quiserem recorrer judicialmente devem providenciar os seguintes documentos:
• Ficha financeira do ano de 2006 até 2012;
• Cópias do RG e CPF;
• Comprovante de residência;
• Cópia do contracheque atual;
• Contrato do advogado devidamente assinado.
Para ter acesso ao contrato do advogado é só você clicar no PDF procuracao advogado
Quando você concluir a preparação de toda a documentação exigida para a ação você deve entregar de imediato ao sindicato, isso é urgente.
fonte: www.janeayresouto.com.br

O FENOMENAL ZÉ MARTINS - O POETA "TECNORURAL NORDESTINO UNIVERSAL" IN FOCO!

ZÉ MARTINS - DA REDAÇÃO CAJARANA, AOS VERDES CANAVIAIS DA ESCRITORA BARONESA, PARA AS PAGINAS DA EDUCAÇÃO E CULTURA, É POETA DE TODAS AS TRIBOS, DE TODAS AS RAÇAS E CORES, É AMIGO MUI QUERIDO, É PROFESSOR EXEMPLAR!

ZÉ MARTINS -
O POETA DE TODOS OS TEMAS

Zé Martins - Poeta, músico, compositor e engenheiro mecânico. É membro e Ex-Presidente da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte (SPVA). No grupo “Fibra de Coco” apresenta um trabalho inovador: “Tecnorural Nordestino Universal” onde mistura musicalmente, o tradicional com o atual, trazendo as manifestações culturais de raízes para o moderno, contemporâneo e futurista. Pura criatividade onde resgata e mescla a Ciranda, o Coco com os novos estilos.

Poetas Vivos
Autor: Zé Martins

Como são loucos os poetas,
escrevem na pedra não lapidada
escrevem na areia, antes do preamar
lêem nas estrelas versos lúdicos

Como são loucos os poetas,
dirigem naves intergalaxiais
traçando rumos
no meio dos dragões
sedentos, pelos bares
na rua da sobriedade

Como são loucos os poetas,
não são remunerados e
cantam todas as noites
fazem versos do “nada”
descobrem sentimentos
e sonham como o vento
constroem muralhas intransponíveis
ultrapassam paredes invioláveis
e se perdem na fumaça solta
não tem idade,
não tem relógio

Como são loucos os poetas,
desafiam exércitos,
convocam falanges
e disputam com os magos
no reino dos deuses

Como são sábios
estes loucos poetas.


FONTE ENCAMINHADA:
http://redacaocajarana.blogspot.com.br/
ZÉ MARTINS: 84 - 8801 4632
www.valeverde.blogspot.com
ZÉ MARTINS (josenetom@bol.com.br)

domingo, 15 de abril de 2012

A CULTURA DO MEDO DO NEOLIBERALISMO, PROPOR CULTURA DA ESPERANÇA.

ARTIGO
BOAVENTURA DE SOUZA
SANTOS, professor em Coimbra
e em Austin (USA) é um dos que
melhor pensa o processo de
globalização a partir do Grande
Sul.Conta-se entre os fundadores do
Forum Social Mundial onde é uma das
vozes mais ouvidas pela pertinência e
originalidade do seu pensamento que
advem do fato de pensar a partir das
alternativas negadas pelo sistema
imperante e que contem sementes
para um outro mundo possivel e
necessário.Sempre tem desafiado as
esquerdas para superarem as
armadilhas que o neoliberlismo lhes
prepara e assim ocupá-las com falsos
problemas e começarem a apresentar
algo realmente novo que poderá
configurar uma saida bem sucedida à
atual crise sistêmica. Leonardo Bof
****************************************
Por que é que a actual crise
do capitalismo fortalece quem a
causou? Por que é que a
racionalidade da “solução” da crise
assenta nas previsões que faz e não
nas consequências que quase
sempre as desmentem?
Por que é que está ser tão
fácil ao Estado trocar o bem-estar dos
cidadãos pelo bem-estar dos bancos?
Por que é que a grande maioria dos
c i d a d ã o s a s s i s t e a o s e u
empobrecimento como se fosse
inevitável e ao enriquecimento
escandaloso de poucos como se
fosse necessário para a sua situação
não piorar ainda mais?
Por que é que a estabilidade
dos mercados financeiros só é
possível à custa da instabilidade da
vida da grande maioria da população?
Por que é que os capitalistas
individualmente são, em geral, gente
de bem e o capitalismo, no seu todo, é
amoral? Porque é que o crescimento
económico é hoje a panaceia para
todos os males da economia e da
sociedade sem que se pergunte se os
custos sociais e ambientais são ou não
sustentáveis?
Porque é que Malcom X
estava cheio de razão quando
advertiu: “se não tiverdes cuidado, os
jornais convencer-vos-ão de que a
culpa dos problemas sociais é dos
oprimidos, e não de quem os oprime”?
Por que é que as críticas que
as esquerdas fazem ao neoliberalismo
entram nos noticiários com a mesma
rapidez e irrelevância com que saem?
Por que é que as alternativas
escasseiam no momento em que são
mais necessárias?
Estas questões devem estar
na agenda de reflexão política das
esquerdas sob pena de, a prazo,
serem remetidas ao museu das
felicidades passadas. Isso não seria
grave se esse facto não significasse,
como significa, o fim da felicidade
futura das classes populares.
A reflexão deve começar por
aí: o neoliberalismo é, antes de tudo,
uma cultura de medo, de sofrimento e
de morte para as grandes maiorias;
não se combate com eficácia se não se
lhe opuser uma cultura de esperança,
de felicidade e de vida. A dificuldade
que as esquerdas têm em assumiremse
como portadoras desta outra
cultura decorre de terem caído durante
demasiado tempo na armadilha com
que as direitas sempre se mantiveram
no poder: reduzir a realidade ao que
existe, por mais injusta e cruel que
seja, para que a esperança das
maiorias pareça irreal.
O medo na espera mata a
esperança na felicidade. Contra esta
armadilha é preciso partir da ideia de
que a realidade é a soma do que existe
e de tudo o que nela é emergente
como possibilidade e como luta pela
sua concretização. Se não souberem
detectar as emergências, as
esquerdas submergem ou vão para o
museu, o que dá no mesmo.
Este é o novo ponto de
partida das esquerdas, a nova base
comum que lhes permitirá depois
divergirem fraternalmente nas
respostas que derem às perguntas
que formulei. Uma vez ampliada a
realidade sobre que se deve actuar
politicamente, as propostas das
esquerdas devem ser credivelmente
percebidas pelas grandes maiorias
como prova de que é possível lutar
contra a suposta fatalidade do medo,
do sofrimento e da morte em nome do
direito à esperança, à felicidade e à
vida.
Essa luta deve ser conduzida
por três palavras-guia: democratizar,
desmercantilizar, descolonizar.
Democratizar a própria democracia, já
que a actual se deixou sequestrar por
poderes anti-democráticos. É preciso
tornar evidente que uma decisão
democraticamente tomada não pode
ser destruída no dia seguinte por uma
agência de rating ou por uma baixa de
cotação nas bolsas (como pode vir a
acontecer proximamente em França).
Desmercantilizar significa mostrar que
usamos, produzimos e trocamos
mercadorias mas que não somos
mercadorias nem aceitamos
relacionar-nos com os outros e com a
natureza como se fossem apenas
mercadorias.
Somos cidadãos antes de
sermos empreendedores ou
consumidores e para o sermos é
imperativo que nem tudo se compre e
nem tudo se venda, que haja bens
públicos e benscomuns como a água,
a saúde, a educação. Descolonizar
significa erradicar das relações sociais
a autorização para dominar os outros
sob o pretexto de que são inferiores:
porque são mulheres, porque têm uma
cor de pele diferente, ou porque
pertencem a uma religião estranha.
*BOAVENTURA DE SOUZA SANTOS
fonte: jornal a folha - funcionários e professores da rede pública.