segunda-feira, 21 de maio de 2012

AS MENSAGENS POÉTICAS DE ADEMAR MAZINHO MACEDO - SANTANA DO MATOS/RN

                                                                       ADEMAR MACEDO E A POETISA CLEVANE PESSOA...
<<< Uma Trova de Ademar >>>
Demonstra muita coragem
esse sertanejo irmão,
que, mesmo com a estiagem,
não deixa nunca o sertão!
Ademar Macedo/RN
 
<<< Uma Trova Nacional >>>
A vida, pregando peça,
mostra quem é mesmo amigo,
quando a lida recomeça,
e ninguém segue contigo.
Luiz Antonio Cardoso/SP

<<< Uma Trova Potiguar >>>
Orgulho é doença triste
que nos condena a estar sós,
sem nos deixar ver que existe
um ser maior do que nós.
Wellington Freitas/RN
 
<<< Uma Trova Premiada >>>
2012 > Bandeirantes/PR
Tema > TRAVESSIA > Venc.
Enfrento sem medo a lida,
porque Deus é minha luz.
Na travessia da vida
o Seu Amor me conduz.
Agostinho Rodrigues/RJ
 
<<< ...E Suas Trovas Ficaram >>>
O meu vício é controverso,
tem dependência e vicia.
Sou dependente do verso,
rima, métrica e poesia!
Francisco Macedo/RN
 
<<<  U m a    P o e s i a  >>>
Sou um fã de Antônio Conselheiro,
O primeiro comunista do Brasil,
Admiro Marinês, Gonzaga, Gil
E o suingue de Jackson do Pandeiro.
Sei da vida de Pinto do Monteiro,
O maior cantador desta Nação,
Mestre Zinho, Jacinto e Azulão
São os nomes da música de raiz.
Eu nasci no Nordeste e sou feliz
Por contar as histórias do sertão.
Wellington Vicente/PE
 
<<< Soneto do Dia >>>   
  DUPLA ESTIAGEM.

                               –Dedé Monteiro/PB

Quando Deus manda, lá por seus motivos,
dois anos secos para os sertanejos,
se os mesmos anos são consecutivos,
tombam por terra todos os desejos.

Pelas estradas, tristes, pensativos,
vão-se arrastando, como caranguejos,
milhares desses pobres semivivos,
deixando a vida sobre seus rastejos.

A nossa terra, que com chuva é rica,
faltando a mesma, desprezada fica,
tombando a seca sobre os ombros nus.

O sol resseca todas as alfombras
e os bichos brutos vão procurar sombras
nas sombras magras dos mandacarus.