quinta-feira, 3 de maio de 2012

A EXPRESSÃO POÉTICA DE LÚCIA DE FÁTIMA DA SILVA SOUZA ARAUJO - RIACHUELO/RN

O FUJÃO

O AMOR FUGIU DE MIM,
COMO UM PASSÁRO FOGE DA GAIOLA,
VOOU, VOOU BEM ALTO BATEU ASAS E FOI EMBORA.
E NO MEU PEITO A DOR NASCEU.

E LOGO, LOGO EM MIM MORREU A VONTADE DE VIVER.
NÃO SOUBE MAIS VIVER A VIDA NÃO SEI MAIS O QUE É VIVER,
SE QUEM NASCEU PARA ME AMAR NO INFINITO SE PERDEU.
FIQUEI PARALIZADA COMO SE ESTIVESSE CONGELADA,

NÃO CONSEGUI DORMIR, NÃO CONSEGUI DESCOBRIR O QUE REALMENTE ACONTECIA,
ENTÃO NASCEU UM NOVO DIA E TUDO CLAREOU
SE O AMOR QUISESSE AMAR NÃO FUGIRIA DE OUTRO AMOR.