domingo, 15 de julho de 2012

A VOZ POÉTICA DE MACEDO - IN MEMORIAN

TRIBUTO A ADEMAR.
 
                       –Francisco Macedo/RN
 
A vida de Ademar é um sarau,
sem nenhuma poesia repetida,
razão desta homenagem merecida 
desde o primeiro ao último degrau.
 
Suas duas muletas são a nau
pelos mares revoltos desta vida,
para vencer qualquer uma corrida
sempre ao lado do bem, vencendo o mau.
 
Mesmo útero materno concebeu,
já nascemos, poetas, ele e eu.
Vigésimo e vigésimo primeiro.
 
Nas três vezes venceu a própria morte,
obrigado, meu Deus, por ter a sorte,
de tê-lo como irmão e companheiro!
 
fonte: mensagens de ademar - por e-mail.