quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O CENTENÁRIO DE GONZAGÃO NA VOZ POÉTICA DE ED SANTOS - POETA DE SÃO PEDRO/RN



Centenário de Gonzagão

Mil novecentos e doze
Nascia o rei do baião
No sertão de Pernambuco
Para causar emoção
Realizou os seus planos
Homenageio os cem anos
Do saudoso Gonzagão

Viajou para São Paulo
Pra aparecer no cenário
Cantava e encantava o povo
Bem melhor que um canário
Orgulho do meu nordeste
Daquele cabra da peste
Hoje é o centenário

Cantou para toda raça
Branco, preto rico ou pobre
Pra quem é bom na sanfona
Aos seus pés curve-se ou se dobre
Em valores de minério
Valeria sem mistério
Ouro, prata bronze e cobre

Cantou para padre Cícero
Menino Jesus de praga
Frei Damião, e vários outros
Voz cortante feito adaga
Aqui fica meu carinho
E esse humilde versinho
Pra o mestre Luiz Gonzaga