segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

A EXPRESSÃO POÉTICA DE EVERALDO BOTELHO - NATAL/RN

PERFIL


Devias ver o meu olhar perdido,
Os lábios ressequidos, tão sem gosto;
Meu coração em prantos, muito exposto,
Neste corpo febril, enfraquecido.

Devias ver as rugas no meu rosto,
Este jeito tristonho, assaz sentido;
Perfil de um homem já envelhecido
Por inúmeras luzes do sol posto.

Tudo mudou, eu sinto, em pena tanta,
Que o silêncio me envolve e então me espanta,
Na orfandade cruel da nossa sorte.

Devias ver grisalhos meus cabelos,
Saber que, por amor, os meus desvelos
Serão por ti até a hora da morte.