segunda-feira, 18 de março de 2013

A VOZ POETICA DO PROFESSOR FRANCISCO CANDIDO - BERTO - CURRAIS NOVOS/RN


Para onde vai a massa


Bum, bumbum... Bum, bumbum...
O toque triste da zabumba toca a vida
Da massa correndo atrás do mutum
Para matar a fome da vida sofrida...

É a massa guiada pelo som da zabumba,
Correndo atrás dos bandidos ou heróis,
Se deliciam com o resto da massa do fubá,
Um bom motivo para não desatar “nóis”.

Para onde vai essa massa que passa?
Pegar mutum, bandidos ou heróis?
Ela foi vendida ao político sem raça
Que passa, rouba e se esconde de “nois.”

Essa massa é a que vota e se vende!
Que revende a consciência ao bandido,
Desmedido destruidor da verdade e do verde,
Assim o “polvo” continua só e perdido.

Só, sem educação de qualidade,
Demoram a conhecer a verdade
Pois não interpretam a realidade
Da crueldade dessa sociedade..
Para onde vai a massa
Prof. Francisco Cândido (Berto)

Bum, bumbum... Bum, bumbum...
O toque triste da zabumba toca a vida
Da massa correndo atrás do mutum
Para matar a fome da vida sofrida...

É a massa guiada pelo som da zabumba,
Correndo atrás dos bandidos ou heróis,
Se deliciam com o resto da massa do fubá,
Um bom motivo para não desatar “nóis”.

Para onde vai essa massa que passa?
Pegar mutum, bandidos ou heróis?
Ela foi vendida ao político sem raça
Que passa, rouba e se esconde de “nois.” 

Essa massa é a que vota e se vende!
Que revende a consciência ao bandido,
Desmedido destruidor da verdade e do verde,
Assim o “polvo” continua só e perdido.

Só, sem educação de qualidade,
Demoram a conhecer a verdade
Pois não interpretam a realidade
Da crueldade dessa sociedade..