domingo, 3 de março de 2013

GALERIA DE TROVAS

Nasceu no campo, algodão...
Virou fio... foi tecido...
Ganhou cor e confecção...
Está pronto o seu vestido!
Renato Alves – RJ

Já não sei se nos dói mais,
na estrada de tantos trilhos,
soltar-se da mão dos pais...
ou soltar a mão dos filhos.
Wandira F. Queiroz – PR

Perdi minha mocidade,
toda hombridade que eu tinha...
Vivi sua identidade
em vez de viver a minha!
Ademar Macedo-RN

Compondo versos, eu faço
desta vida uma canção
e prego, por onde passo,
a mensagem do perdão!
Clênio Borges - RS

Que jornadas gloriosas
fiz ao longo dos caminhos.
Enchi meus braços de rosas
e nem notei os espinhos.
Janske Schlenker – PR

É num desabafo mudo
 que muita gente se trai, 
deixando o olhar dizer 
tudo que com palavras não sai!
José Ouverney – SP

Nunca temerei fracassos,
chegarei mesmo sozinho.
Quem segue do pai os passos
sabe as curvas do caminho...
Manoel Cavalcante – RN

Destemido e dedicado,
companhia cativante.
Com meu pai sempre ao meu lado,
sou forte como um gigante!
Vânia Ennes – PR


fonte: Andrea Mota