quinta-feira, 20 de junho de 2013

MANIFESTO DE PROFESSORES DA UFRN NÃO É POR CENTAVOS, É POR OUTRA CIDADE, POR OUTRO PAÍS, POR OUTRO MUNDO



Em apoio às manifestações contra o aumento das passagens em todo o país
A Revolta contra o aumento das passagens, que neste momento ocorre em todo o Brasil, com centenas de milhares nas ruas, com repercussão e apoio internacional, está abrindo um novo tempo no país, revelando e destampando um caldeirão fervente de poderosas insatisfações acumuladas. O povo brasileiro começa a acordar, com a corajosa juventude à sua frente.

A população não aceita mais aumentos nas passagens, com sistemas de transporte precários, insuficientes, que só servem aos lucros dos gananciosos empresários do setor, e que tratam as pessoas como gado em ônibus, metrôs e trens superlotados.

A juventude e a população de modo geral estão indignadas por verem bilhões do dinheiro público investidos em grandes estádios da Copa do Mundo de 2014, para atender antes de tudo aos interesses das empreiteiras e da mídia nacional e internacional em um grande circo, enquanto os serviços públicos como educação, saúde, transportes, segurança, etc. sofrem a falta de recursos. De que adianta o Brasil ter alguns dos mais belos estádios e ao mesmo tempo ter um dos piores sistemas de educação do mundo, um sistema de saúde falido? O modelo de inclusão social via mercado de consumo esgotou-se, num contexto de inflação crescente e falta de investimento em serviços públicos universais e de qualidade.

A juventude se revolta contra a bárbara repressão policial e o arbítrio do judiciário – implacável na defesa dos interesses dominantes –, exigindo o livre direito de expressão. Revolta-se, ainda, contra a cotidiana violência policial e o conservadorismo que atacam as novas formas de manifestação cultural e comportamental. Não vê perspectivas no mundo do trabalho, quando para ela só se oferece desemprego ou trabalho precário, mal pago, intermitente. A juventude está resgatando o direito de expressão e manifestação para todo o povo brasileiro, inscrito na Constituição de 1988, que as elites conservadoras tentam cassar.

Há indignação frente a um sistema político corrupto e falido, baseado no fisiologismo e no clientelismo, que se diz “democrático”, mas que destina de forma obscura a maior parte do dinheiro público aos interesses e lucros das grandes empresas, do agronegócio e dos bancos, negando ao povo serviços públicos decentes. Enquanto protegem os ricos e os corruptos, os governos, os legislativos e o Judiciário atacam os direitos do povo, criminalizam as lutas sociais. O Brasil continua sendo um país capitalista extremamente desigual, uma “democracia” capitalista muito limitada e corrupta.
Nós, professores da UFRN, abaixo assinados, desde as suas primeiras manifestações, apoiamos firmemente a luta dos jovens nas ruas em Natal, enquanto muitos a atacavam. A Revolta do Busão em Natal deu um exemplo ao Brasil e, antes de todos, mostrou o caminho. Nossos alunos e a juventude de Natal e do RN estão de parabéns!

Avante, como outros jovens indignados em todo o mundo, vocês constroem nestes dias esperanças de um novo tempo, um novo mundo, um novo Brasil, um novo estado, uma nova cidade de igualdade, justiça e liberdade. Vocês reencantam o Brasil e o mundo, as mentes e os corações. Enchem-nos de orgulho, de novos sonhos e utopias. Estamos ao vosso lado!

Convidamos todas e todos a participarem da manifestação marcada para este dia 20 de junho, às 17h, no Via Direta. Convidamos todos os colegas professores, técnicos e estudantes das universidades e outras instituições de ensino a se fazerem presentes conosco.
 Pedimos que repassem a todos os amigos esta nota e convocatória.

18 DE JUNHO DE 2013
1. Robério Paulino - professor do Depto. de Políticas Públicas

2. Gabriel Eduardo Vitullo – professor do Depto. de Ciências Sociais

3. Alípio de Sousa Filho – professor do Depto. de Ciências Sociais

4. Maria Regina Ávila– professora do Depto. de Serviço Social

5. César Sanson– professor do Depto. de Ciências Sociais

6. Eduardo Sande – professor da Escola de Ciência e Tecnologia

7. Lincoln Morais – professor Depto. de Ciências Sociais

8. Nadia Vanti – professora do Depto. de Ciência da Informação

9. Silvana Mara – professora do Depto. de Serviço Social

10. Andrea Lima – professora do Depto. de Serviço Social

11. Rita de Lourdes de Lima – professora do Depto. de Serviço Social

12. Ilka de Lima – professora do Depto. de Serviço Social

13. Juliana Nascimento – professora do Depto. de Serviço Social
fonte: facebook
14. Leidiane Souza – professora do Depto. de Serviço Social

15. Tássia Monte – professora do Depto. de Serviço Social

16. Márcio Moraes Valença – professor do Depto. de Políticas Públicas

17. Edmundo Pereira – professor do Depto. de Antropologia

18. Carlos Guilherme Valle – professor do Depto. de Antropologia

19. Márcio de Lima Dantas – professor do Depto. de Letras

20. Moises Domingos Sobrinho – professor do Centro de Educação

21. Sandra Erickson – Depto. de Línguas Estrangeiras Modernas

22. Alex Beigui – professor do Depto. de Artes

23. Maria Helena Costa Braga - professor do Depto. de Artes

24. Sávio Araújo – professor do Depto. de Artes

25. Irene Alves Paiva – professora do Depto. de Ciências Sociais

26. Homero de Oliveira Costa – professor do Depto. de Ciências Sociais

27. Maria da Conceição Almeida – professora do Depto. de Fundamentos e Políticas da Educação

28. Renata Archanjo – professora do Depto. de Línguas Estrangeiras Modernas

29. Simone Batista - professora da Escola de Ciências e Tecnologia

30. Orivaldo Pimentel – professor do Depto. de Ciências Sociais

31. Luiz Carlos Jafelice – professor do Depto. de Física

32. Elisete Schwade – professora do Depto. de Antropologia

33. Fernanda Cristina Barbosa Pereira Queiroz – professora do Depto. de Engenharia de Produção

34. Alessandro Dozena – professor do Depto. de Geografia

35. Maria Teresa Nobre – professora do Depto. de Psicologia

36. Maria do Socorro Quirino Escola – professora do Depto. de Saúde Coletiva e Nutrição

37. Eduardo Pellejero – professor do Depto. de Filosofia

38. Ricardo Pinheiro – professor do Depto. de Engenharia Elétrica

39. Maria das Graças Pinto Coelho – professora do Depto. de Comunicação Social

40. Fernanda Cristina Barbosa Pereira Queiroz – professora do Depto. de Engenharia de Produção

41. Alessandro Dozena – professor do Depto. de Geografia

42. Cimone Rozendo – professora do Depto. de Ciências Sociais

43. Francisco Alexandre da Costa – professor do Depto. de Física
 
44. Andréa Vasconcelos Carvalho – professora do Depto. de Ciência da Informação
 
45. Nelson Marques – professor do Núcleo de Comunicação em Cultura, Ciência e Tecnologia
 
46. Jader Leite – professor do Depto. De Psicologia
 
47. Wanderson Santana da Silva – professor do Depto. de Engenharia de Materiais
 
48. Monalisa Carrilho – professora do Depto. de Filosofia