domingo, 16 de março de 2014

A POSSE DO POETA/ESCRITOR ROBERTO PINHEIRO DE ACRUCHE NA ACADEMIA PEDRALVA LETRAS E ARTES - RJ



Patrícia Bueno




Clique na foto para ampliá-la



Roberto Acruche falou sobre seus planos à frente da Pedralva


Patrícia Bueno





                    A tarde dava o ar de sua graça e um ventinho aprazível convidava a aproveitar a sombra projetada pelas árvores do Jardim do Liceu. Foi em um de seus charmosos bancos, cercado de beleza arquitetônica por todos os lados, que o novo presidente da Academia Pedralva Letras e Artes falou sobre a posse, marcada para este sábado, a partir das 16h, na sede, que fica no Palácio da Cultura.


-                A posse é uma coisa histórica na minha vida. Sem dúvida, um fato muito importante, porém, o mais importante é poder atuar junto a um grupo de pessoas apaixonadas pelas artes e, principalmente, pela poesia. Pessoas de espírito elevado, idealistas, que buscam fazer com que a nossa cultura seja divulgada e que a população saiba quantos valores estão por aí, escondidos, com seus trabalhos guardados - comenta Roberto Pinheiro Acruche, que substitui Suely Petrucci, presidente por dois mandatos na Pedralva.

             
                Nascido em São Francisco de Itabapoana, autor do Hino Oficial de sua cidade e dos livros "Apontamentos para a História de São Francisco de Itabapoana", "A Minha Terra Também Faz Parte da História do Brasil" (ambos com edição esgotada) e "O Mangue da Moça Bonita", Roberto Acruche pretende dar continuidade aos projetos implementados pela Academia até hoje, honrando os ideais com os quais foi criada, no ano de 1947.


-                A Academia Pedralva tem 67 anos de amor às letras e artes, fruto do trabalho de três jovens da época: Almir Soares, Pedro Manhães e Walter Siqueira. Não só temos a obrigação de continuar o trabalho, mas também de dar voos mais altos, buscando novos valores que estão no anonimato- comenta, destacando o desejo de ampliar a área de atuação. - Vamos tentar interagir com escolas ou outras instituições, promovendo um trabalho mais amplo para elevar a cultura e a arte de nossa região - planeja.


                    Autor de dezenas de poemas, sonetos e trovas publicadas em revistas, jornais, em vários sites, blogs e em três antologias, o novo líder dos imortais da Pedralva foi premiado várias vezes com medalhas e diplomas em concursos de âmbito nacional. Acruche recebeu da Academia Paranapuã de Letras e Artes a Medalha de Mérito Cultural Austregésilo de Atayde e criou a revista digital "Trovas e Poemas". É também Delegado da UBT - União Brasileira de Trovadores, no município, além de compositor.

     
            Começou a trabalhar muito cedo, aos 14 anos de idade. Também se destacou na carreira política. Entre os anos 80 e 2000, assumiu cargos importantes como Secretário de Administração da Região Norte de São João da Barra, e ainda, Chefe de Gabinete, Assessor Especial do Prefeito, Secretário de Obras, Secretário de Meio Ambiente e Secretário de Planejamento e Obras em São Francisco.


                       Embora nascido em outro município, Campos foi a base de sua educação. O novo presidente da Pedralva estudou em colégios próximos ao tradicional Liceu. É por isso que voltar àquela praça trouxe doces recordações de sua mocidade. - Algumas inspirações tive aqui, sentado em alguns desses bancos. Ficava olhando a beleza da praça e escrevendo - relembra o imortal que assim como as pessoas que pretende tirar do anonimato, também engavetava o que escrevia. - Na verdade não sabia ao certo se aquilo era poesia ou simples rabisco - diz o poeta de olhar tranquilo e gestos elegantes, antes de recitar, com voz emocionada, dois de seus inúmeros poemas de amor, tendo ao fundo o balé das águas do chafariz. Que bom que, um dia, ele descobriu que o que escrevia estava longe de ser um "simples rabisco". É sentimento traduzido em palavras.