sexta-feira, 4 de julho de 2014

ESCOLHIDO O REPRESENTANDO POTIGUAR NO PARLAMENTO JUVENIL DO MERCOSUL

transcrito na íntegra

O estudante Martins Francisco de Santos Neto viverá, dentro de alguns meses, a experiência de ser jovem parlamentar brasileiro. Discente da Escola Estadual Profª Terezinha Carolino de Souza, localizada no município de Jaçanã, Martins foi selecionado para representar o RN no Parlamento Juvenil do Mercosul. Martins concorreu com mais duas alunas a vaga e ganhou, por meio de voto direito de outros adolescente, o direito de representar o Brasil. A votação ocorreu durante o 3º Encontro Nacional Parlamento Juvenil do Mercosul , realizado mês passado em Gramado (RS).
Para chegar ao selecionado, três nomes foram escolhidos na fase estadual e foram a Gramado para concorrerem a vaga. Além de Martins Neto, as alunas Thaysa Fernandes de Azevedo, também da Escola Estadual Profª Terezinha Carolino de Souza e Antonia Andrerlandia Jácome de Oliveira, da Escola Estadual Professor Daniel Gurgel (Janduís) foram classificadas na fase estadual e representaram o RN em Gramado.

Para serem selecionados, os jovens precisaram redigir um texto com o tema “O Ensino Médio que queremos” e serem engajados em projetos sociais no âmbito de sua escola ou comunidade. Durante o encontro em Gramado, eles apresentaram propostas sobre cinco eixos temáticos: inclusão educativa; gênero; jovens e trabalho; participação cidadã dos jovens e direitos humanos. 
Por meio de votação direta, todos os delegados escolheram os representantes das 27 unidades federativas do Brasil. Responsável pelo programa, Verá Reis, professora ligada a Subcoordenadoria de Ensino Médio, explicou como os estudantes encaram o programa: “Uma experiência enriquecedora, isso é o que define o  PJM. Os alunos são convidados a praticarem os princípios democráticos antes mesmo da jornada parlamentar do programa, pois, na fase nacional, eles já escolhem seus representantes”. A fase que envolve as demais nações do Mercosul será divulgada posteriormente.

Para o estudante Martins ser eleito, uma série de atributos e competências foram examinados. “Desenvolvo trabalho voluntário na biblioteca de minha escola e integro o conselho escolar, onde atuo como uma ponte entre meus colegas e a direção da escola”, explicou o aluno. Perguntado sobre o porquê de querer ser jovem parlamentar, Martins é direto: “Acredito que os jovens podem sim mudar nossa sociedade para melhor”.
Martins ainda revela sua vontade de atuar em mais áreas: “Sempre quis criar projetos que ajudassem na melhoria da qualidade de vida das pessoas, não somente na Educação, onde julgo ser a mais importante, mas também na saúde, esporte, lazer, defensa de minorias”.