quinta-feira, 2 de julho de 2015

A VOZ POÉTICA DE ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE - RIO DE JANEIRO/RJ

CRIATURA
Foto de Roberto Pinheiro Acruche. Tenho a força das águas
que cortam os vales,
rompem as barreiras
e vazam as pedras.


Tenho a têmpera do fogo
que queima,
que arde,
que o coração invade,
que transforma a madeira em carvão,
que é luz, é mistério,
que liquefaz os minérios.

Tenho a dureza da pedra,
do ferro,
do aço,
do diamante.

Tenho a conduta do vento...
Às vezes rápido,
às vezes lento,
ora delicado como a brisa,
ora violento, tal qual um furacão
tempestuoso, tal qual um tufão.

Tenho a fragilidade da vida,
o enigma da sorte,
a eternidade da morte.
Sou humano!

Roberto Pinheiro Acruche