terça-feira, 7 de junho de 2016

UBT/CURITIBA DIVULGA CONCURSO DE TROVAS ORLANDO WOCZIKOSKY


nder | Encaminhar | Excluir  
É com grande satisfação que a UBT-Curitiba, divulga o Resultado do CONCURSO DE TROVAS ORLANDO WOCZIKOSKY, âmbitos Nacional/Internacional (Plantio) e Estadual (Colheita), realizado em comemoração ao seu Cinquentenário de fundação.
Aproveito o ensejo para convidar a todos a participarem de nossas festividades de acontecerão nos dias 14 e 15 de setembro vindouro, cuja programação será divulgada nos próximos dias.
Em nome da Diretoria desta entidade, parabenizo a todos os participantes e classificados, neste certame cultural. Recebam os nossos efusivos cumprimentos por suas vitórias, desejando que estas sejam um estímulo para novas participações, em outros certames.
Eis os resultados:

Tema: Plantio
Categoria: Veterano

1º Lugar: Manoel Cavalcante (Pau dos Ferros - RN)
Quão triste é ver na paisagem
a esperança do plantio
morrer impressa na imagem
da lama seca de um rio...

2º Lugar: Luiz Damo (Caxias do Sul - RS)
Vitrine, fonte de encanto,
de traje em exposição,
pouco faz lembrar, no entanto,
o plantio do algodão.

3º Lugar: Dodora Galinari (Belo Horizonte - MG)
Mesmo pisando em espinhos
por travessias penosas,
em todos os meus caminhos
farei plantio de rosas!

4º Lugar: Carolina Ramos (Santos - SP)
Planta, com garra e ternura,
esse chão ao teu redor,
mesmo a terra seca e dura
se  abranda com  teu suor!

5º Lugar: Maria Luíza Walendowsky (Brusque - SC)
Desde o plantio a semente
cumpre um destino fecundo:
o combate permanente
à fome que ameaça o mundo.

6º Lugar:- Edmar Japiassú Maia (Nova Friburgo - RJ)
Semeia o bem no vazio
de um coração, que ele aceita...
E se é de amor o plantio,
será de amor a colheita!

7º Lugar:- Dulcídio de Barros Moreira Sobrinho (Juiz de Fora - MG)
Quando a seca em solo ardido
toda a plantação alcança,
o que não fica perdido
é o plantio da esperança.

8º Lugar: Jaime Pina da Silveira (São Paulo - SP)
Lavrador, homem honrado,
sobre a terra não se cansa;
põe semente ajoelhado,
num plantio de esperança!

9º Lugar: Carolina Ramos (Santos - SP)
No solo certo e fecundo,
Senhor, que eu saiba plantar
as sementes que, no mundo,
só frutos bons possam dar!!!

10º Lugar: Jaime Pina da Silveira (São Paulo - SP)
Era um terreno vazio...
estéril...seco...Entretanto,
a enxada... o suor e o plantio,
devolvem verde o que planto.

11 º Lugar: Antonio de Oliveira - Rio Claro - SP
Comete um grave desvio
a sociedade que aceita
ver o suor do plantio
não se fartar da colheita!

12º Lugar: Gilvan Carneiro da Silva (São Gonçalo - RJ)
Regue o plantio que eu ponho
certeza no que plantamos,
porque a semente de um sonho
nunca morre se a regamos!

Tema: Plantio
Categoria: NOVO TROVADOR

1° lugar -  Aparecida Gianello.
É quando amoleço o peito,
que Ele chega com a semente...
Deus tem lá seu próprio jeito
de plantar o amor na gente.

2° lugar: TARCÍSIO José Fernandes LOPES (Brasília- DF)
Meu pai deu-me um desafio
ao me dar a educação:
repassá-la no "plantio"
da terceira geração.

3° lugar: Maria do Carmo M. Zerbinato (Niterói - RJ)
Terra fértil, terra santa
é a que enfrenta o desafio
de salvar aquela planta
que atrofiou no plantio!


4° lugar: Valter Rodrigues Mota (Taubaté-São Paulo)
No campo quando amanhece,
camponês faz o plantio.
E de noite ele agradece
Por mais esse desafio.

Comissão Julgadora:
Antonio Augusto de Assis (UBT-Maringá)
Pedro Melo (UBT-Curitiba)
Vanda Fagundes Queiroz (UBT-Curitiba).

RESULTADO ÂMBITO ESTADUAL -
Tema: Colheita
Categoria: Veterano

1º Lugar: Maria Helena Oliveira Costa - Ponta Grossa
Terra infértil, ressecada,
teu peito negou-me - eu sei -
toda a colheita sonhada
dos grãos de amor que plantei!

2º Lugar: Lilia Maria Machado Souza - Curitiba
Ao findar a madrugada,
toda a serra se extasia,
e o vermelho da alvorada
nas mãos colhe um novo dia!

3º Lugar: Janske Niemann Schlenker - Curitiba
Na vida, as coisas têm preço
e da colheita, hoje sei:
eu ganho mais que mereço,
colho mais do que plantei.

4º Lugar: Sônia Maria Ditzel Martelo - Ponta Grossa
Quando a colheita se faz
de uma maneira bem feita
o mundo cintila em paz
e a vida fica perfeita!...

5º Lugar: Mário Zamataro – Curitiba
Já não tenho o que falar,
já não choro, já não rio,
já não tenho o seu olhar...
Colho a saudade e o vazio.


6º Lugar: Lucília Alzira Trindade Decarli - Bandeirantes
Quem se ocupa do plantio
e zela pela colheita,
não tem celeiro vazio
e nem mente insatisfeita...

7º Lugar: Maria Aparecida Pires - Curitiba
Tenho a colheita no colo,
mas meu olhar não se cansa
de ver plantado no solo
o punhado da esperança!


8º Lugar: Sônia Maria Ditzel Martelo - Ponta Grossa
Ó Senhor, quanta emoção,
plantar, zelar e colher,
de um só pequenino grão
vejo a vida renascer!...

9º Lugar:  Antonio Augusto de Assis - Maringá
Semeia na mocidade
o bem que fores capaz.
Terás na terceira idade
farta colheita de paz.

10 º Lugar: Maurício Fernandes Leonardo - Ibiporã
A boa colheita é fruto,
de tempo e dedicação,
que o agricultor resoluto
dispensou à plantação!

11 º Lugar: Maria Helena Oliveira Costa - Ponta Grossa
Driblando todo o desgaste,
nós tentamos outra vez.
Semeei. Tu semeaste,
e a colheita então se fez!

12º Lugar: Dari Pereira - Maringá
Quem planta com muita fé
semente boa e perfeita,
mantém o Brasil de pé,
por desfrutar da colheita...

13º Lugar: José Feldman - Arapongas - Curitiba
Para uma vida perfeita,
devemos ter sempre em mente,
que toda e qualquer colheita,
deve-se à boa semente.

14 º Lugar: Maria Aparecida Pires - Curitiba
Quando a colheita abundante
ganha valor no mercado,
todo trabalho constante
vê o suor recompensado!


Tema: Colheita
Categoria: Novo Trovador

1º Lugar: Nilsa Alves de Melo - Maringá
Contemple os campos dourados
que ao bom lavrador deleita:
ontem, bons grãos semeados;
hoje, o prazer da colheita.

2º Lugar: Madalena Ferrante Pizzatto - Curitiba
Enxada e foice nas mãos,
com persistência e firmeza,
o agricultor planta os grãos;
mas colher, é uma incerteza.

3º Lugar: Wellesley Nascimento - Curitiba
No papel a pena planta,
uma trova tão perfeita...
Seduzindo quem a canta,
pelo encanto da colheita!

4º Lugar: Paulo Roberto Walbach Prestes - Curitiba
Enxada e foice na mão,
a família vai unida:
chuva e sol e pé no chão
para a colheita da vida!

5º Lugar: Karla Cristiane Bitencourt - Curitiba
Quem planta em solo profundo,
as sementes do perdão,
tem nos braços deste mundo
a colheita da união.

6º Lugar: Nilsa Alves de Melo - Maringá
Plante a semente do bem,
da caridade perfeita,
que com o tempo, aqui e além,
surgirá farta colheita.

7º Lugar: Lucrécia Welter - Toledo
 No calendário das flores
A colheita é permanente
A chama dos seus amores
Aquece o peito da gente

8º Lugar: Paulo Roberto Walbach Prestes - Curitiba
De sol a sol, o seu João
- para alimentar os seus -
da colheita, espera o pão
e no mais, graças a Deus!

9º Lugar: Paulo Roberto Moreira Gomes - Curitiba
A colheita quando grande
faz brilhar os olhos meus,
pois assim também se expande
sob as bênçãos do meu Deus.

10º Lugar: Paulo Roberto Moreira Gomes - Curitiba
Quem na cama muito deita
deixa o seu tempo passar.
Minguada será a colheita
de quem não soube plantar.

11º Lugar: Madalena Ferrante Pizzatto - Curitiba
O caboclo de mão grossa,
com seu penoso labor,
planta com fé sua roça,
colhe o fruto com sabor.

12º Lugar: José Arildo Vieira - Curitiba
Das sementes que plantou,
você terá o resultado,
quando  a terra que lavrou,
 for plantada com cuidado!

13º Lugar: Lila Tecla- Curitiba
Olhei para o chão, perplexo,
a semente que nascia
desabrochando em reflexo
daquilo que eu fiz um dia.

 14º Lugar: Osires Haddad - Curitiba
Quem se doa em gentilezas
encaminha seu destino:
na colheita vêm grandezas,
mesmo sendo pequenino.

Comissão Julgadora:
Flávio Stefani (UBT-RS)
Tadeu Hagen (UBT-MG)
Selma Patti Spinelli (UBT-SP)

INFORMAMOS QUE O RESULTADO DO ÂMBITO ESTUDANTIL SERÁ DIVULGADO A POSTERIORI.

Saudações,
Andréa Motta
Presidente UBT-Curitiba