domingo, 28 de abril de 2019

MEU MOMENTO POÉTICO


Para ter o meu perdão
Não precisa atravessar fronteiras
A porta do meu coração
Vive cheia de boas maneiras.
Geralda Efigênia


Enquanto lembro as saudades

Dos tempos da mocidade
A vida tem imprimido
As rugas sem qualquer hombridade.
Geralda Efigênia


Posso até retratar o sertão
Em uma sextilha apenas
Imergindo na imensidão
Das lembranças por lá vivida
Como uma naufraga vencida
mergulho com veemência
foram muitas as lembranças
que vivi da infância a adolescência
as recordações são muitas
sou sertaneja eminente.
Geralda Efigênia

Nenhum comentário:

Postar um comentário