sábado, 27 de junho de 2009

PROGRAMA MAIS CULTURA/MinC

Mais Cultura implantará bibliotecas temáticas e especializadas
O Programa Mais Cultura, do Ministério da Cultura (MinC), implantará cinco bibliotecas temáticas e especializadas no país. A primeira será a Biblioteca Thiago de Mello, que será instalada em Manaus, em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e a Fundação Djalma Batista, vinculada ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Além da Biblioteca Thiago de Mello, no Norte, estão previstas bibliotecas de referência em cultura popular, no Nordeste; pensamento crítico, no Sul; literatura infantil, no Sudeste; e cultura afro-brasileira, na Bahia. A biblioteca de referência do Norte será estruturada a partir da aquisição, pelo Programa Mais Cultura, do acervo do poeta amazonense Thiago de Mello, incluindo livros nacionais e internacionais, obras de arte, documentos, correspondências, fotografias, dentre outros itens. O acervo inicial será ampliado a partir dos três grandes temas desenvolvidos na obra do poeta: o homem (condição humana), a floresta (meio ambiente) e a América Latina. Foram convidados curadores para composição de acervos de três mil volumes (livros, documentos, vídeos, CDs) para cada um dos temas. Serão investidos cerca de R$ 1,5 milhão no projeto.O poeta esteve nesta quinta-feira, 25 de junho, no Ministério da Cultura reunido com o diretor nacional de Livro, Literatura e Leitura, Fabiano dos Santos Piuba, para tratar da implantação da Biblioteca Thiago de Mello. Segundo Piuba, as bibliotecas especializadas serão espaços de referência nacional por meio do acesso, da pesquisa, da difusão e da produção cultural nos temas propostos. “O Ministério da Cultura está investindo com determinação em ações de livro e leitura para incentivar o gosto pela leitura e democratizar o acesso aos livros por meio do Programa Mais Cultura. Além da implantação e modernização de bibliotecas públicas municipais, estamos investindo em bibliotecas de grande porte e bibliotecas temáticas. As bibliotecas especializadas serão espaços de referência em temas vitais para a cultura regional e nacional. Essa primeira experiência nasce do acervo expressivo, histórico e rico de um grande poeta e pensador de nosso país”, destaca Piuba.Thiago de Mello espera que a biblioteca não seja apenas um lugar de livro, mas uma fábrica de formação de pessoas. Uma fábrica de esperança. “A leitura é elemento de formação imprescindível para as pessoas e para a construção de um mundo melhor. O mundo só poderá ser transformado quando a leitura for considerada o pão de cada dia de cada cidadão”, ressaltou o poeta, que lembrou a importância da formação leitura em sua vida, que iniciou com uma senhora contadora de estórias.“A leitura, na minha convivência com muitas sociedades humanas em todo o mundo e experiência de menino pobre de beira do rio do interior da floresta amazônica, é o caminhar da vida através do livro. Posso afirmar por escrito”, sorriu o poeta.
Fonte; e-mail