terça-feira, 29 de junho de 2010

ALUNOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ, POLO DE JOÃO CÂMARA - POÉTICOS


POESIA

Buscar a melhor qualidade de vida
Nem sempre implica tê-la como amiga
Pois para muitos ela é sofrida
E só tem caminho da ida

Uma ida que o trabalho é a servidão
A fome a cada dia é uma imensidão
Que o povo vive na sofridão
E a nossa moral, nossa ética é uma humilhação

A mulher nessa terra não é nem vista
Vive a mercê de um sistema capitalista
Mesmo com o desprezo de muitos sabe que a ida é restrita
Para aqueles que vivem na beira de uma pista



Desde cedo à mulher encontra a falta
Seja de carinho, amparo, amor, a calma
Ainda assim, surpreende, pois vêem na palma
A força de lutarem pela sua vida e sua alma

Lutar porém, tornou-se uma estranheza
Já que ter o conhecimento trouxe medo e tristeza
E a vida mais uma vez se torna numa incerteza

Agora é tempo de morrer
O sofrimento impede de se ver
Que nossa vida, emoção está longe de ser
Está longe do que chamamos de prazer

Esperamos que nasça o tempo de viver
E o agir, a mudança venha até o amanhecer
E eu posso novamente ver
A alegria, o amor, a vida florescer
Que todo o dia a sociedade possa sentir
Que para muitos um dia foi fruto de um simplesmente agir
Com luta, força, esperança e o persistir

Assim, espero um dia enfim
Eu possa dizer a todos e a mim
Que a vida floriu e eu existir
Que o prazer eu pude sentir
E a felicidade um dia, não terá fim


Maria Luiza
Rosally Françoise
Jakeline Melo
Joaquim Melo