sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

ESTUDANTES E PROFESSORES PODEM ACESSAR BRITANNICA ESCOLA ONLINE





Republico matéria da Assessoria de Imprensa da Capes, 21/02/2011

Estudantes do ensino fundamental, matriculados em escolas públicas de todo o país, podem acessar o conteúdo da Britannica Escola Online (http://escola.britannica.com.br/). A ferramenta de ensino está disponível pelo Portal de Periódicos (http://www.periodicos.capes.gov.br.ez1.periodicos.capes.gov.br/) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O conteúdo pode ser acessado em computadores localizados nas dependências das escolas públicas. São mais de 27 milhões de alunos que poderão utilizar os recursos do Portal Britannica Escola Online, conforme dados do Centro Escolar 2010, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC).

Ao acessar a interface da Britannica Escola Online, alunos e professores poderão utilizar durante o processo de aprendizado ferramentas de ensino e recursos multimídia disponíveis no Portal, como artigos de enciclopédia, imagens e vídeos, um atlas do mundo que incorpora a tecnologia do Google Maps, biografias, notícias diárias voltadas para as crianças, recursos interativos de geografia, jogos interativos, entre outros.

"Os professores podem criar planos de aula de forma eficiente e eficaz pela utilização da busca por assunto. Também terão acesso aos recursos do Portal do Professor do MEC, através do link ‘Recursos para o Professor'. Já os alunos deverão ser capazes de pesquisar de forma mais eficaz e aprimorar as habilidades adquiridas em sala de aula", explica Adriana Rodrigues, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Encyclopædia Britannica para o Brasil, Argentina, Uruguai e Colômbia;

Educação básica
Com a assinatura da Britannica Escola Online e a disponibilização do conteúdo a alunos da rede pública, o Portal de Periódicos passa a atuar também no processo de formação e qualificação de professores da Educação Básica. Essa missão foi assumida pela Capes em 2008. A Fundação, que sempre atuou no fomento e avaliação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado), passou a atuar também no desenvolvimento de programas e ações voltados à educação presencial e à distância de professores do ensino fundamental e médio.
fonte: www.janeayresouto.com