domingo, 11 de outubro de 2009

POETISA POTIGUAR CLEVANE PESSOA E O SONO DAS FADAS.









O Projeto Sementes de Poesia recebe Clevane Pessoa, neste domingo na Praça dos Fundadores do Parque Muncipal de Belo Horizonte. A partir das 10 horas ao meio dia haverá contação de histórias para a criançada e também para todos aqueles que não deixam de acreditar na magia dos sonhos infantis.
A encantadora história do Sono das Fadas será contada por Clevane Pessoa, Bilá Bernardes e Brenda Marques, que assina um dos textos de abertura da edição, lançada na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro. As imagens do livro são fotografias de Marco Llobus do trabalho da artista Angélica Rodrigues. Sementes de Poesia é um recital com diálogo intercultural. Incentiva a leitura, a criação poética, a convivência artística, intercâmbio, divulgação e preservação de patrimônio imaterial. Espaço para a manifestação artística com microfone aberto a todos os poetas e amantes da poesia. A realização do Museu Nacional da Poesia está sob a direção de Regina Mello, artista visual, poeta e curadora dos espaços MUNAP.Todo segundo domingo de cada mês uma promoção do Museu Nacional da Poesia em parceria com a Fundação de Parques Municipais de BH.
Quem for ao Parque Municipal neste domingo, poderá aproveitar para conferir a exposição coletiva de fotos na Galeria da Árvore do Museu Nacional da Poesia (MUNAP), com imagens dos fotógrafos Regina Mello, Cristina, Gabriel Pessoa, Eduardo Rennó entre outros.
Parque Municipal -
O sono em berço esplêndido dos sonhos infantis Por Brenda Marques
(texto publicado no livro O Sono das Fadas) Lênin, o grande pensador da Revolução Russa dizia: "É preciso sonhar, mas com a condição de crer em nosso sonho, de observar com atenção a vida real, de confrontar a observação com nosso sonho, de realizar escrupulosamente nossas fantasias. Sonhos, acredite neles." A qual classe de sonhos pertence à imaginação das crianças que acreditam em tantas fantasias? Clevane Pessoa conta nesse livro a fantasia da menina Tayane que ao ouvir histórias sobre o sonodas fadas quis ajudá-las fazendo lindas almofadas como na Irlanda as meninas faziam. Esse ritual traria sorte o ano inteiro... Sortudo de verdade é você leitor que segura essa preciosa história nas mãos. E lembre-se ao ler estas páginas: não importa a sua altura e sim o tamanho do seu sonho... Villa Lobos, um dos maiores compositores que o Brasil já teve acreditava que com música e crianças era possível criar um novo país. Eu acrescento que a magia da literatura faz os homens e mulheres sonharem de novo como se fossem crianças. Clevane Pessoa é uma sonhadora de um Brasil onde a verdadeira revolução que precisa ser feita é a da leitura. Brenda Marques Pena Mestre em Estudos Literários pela UFMG Professora de Literatura de crianças e adolescentes do Projeto Reconstruir Presidente do Instituto Imersão Latina (IMEL)
Autora de Poesia Sonora: história e desdobramentos de uma vanguarda poética (Tradição Planalto, 2009) e Organizadora de Nós da Poesia (All Print, 2009).