segunda-feira, 9 de abril de 2012

ESTUDANTES DE PILÕES/RN - PROJETO É DESTAQUE NA FEIRA DE CIÊNCIAS DA USP/SP

I
 transcrevo na íntegra noticia do portal da Secretária de Estado da Educação/SEEC-RN.
Divulgação
Estudantes de Pilões apresentam projeto na USP
Estudantes de Pilões apresentam projeto na USP
  

A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, promovida pela USP (Universidade de São Paulo) de 12 a 17 deste mês, levou para São Paulo o talento e a criatividade de jovens estudantes do Rio Grande do Norte e mostrou que a Escola Estadual, pública e gratuita, está viva e pode muito bem fazer a diferença.

Na mega exposição montada em Tenda Climatizada na Cidade Universitária da USP, 09 projetos desenvolvidos por 24 estudantes de 08 Escolas Estaduais do Rio Grande do Norte chamaram a atenção dos milhares de visitantes.

Os projetos das Escolas Estaduais do Rio Grande do Norte fizeram parte de um grupo de 325 trabalhos escolhidos dentre 1.505 projetos apresentados em feiras de ciências em todo o país.

Destaque da grande Feira, o projeto feito por estudantes da Escola Estadual Desembargador Sinval M. Dias, no distante município de Pilões, no Alto Oeste do Rio Grande do Norte, recebeu Menção Honrosa do júri da Febrace (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia).

O projeto "Transmissor de Energia sem Fio", de autoria dos estudantes Joamar Freitas Diniz, Antonio Erizonaldo Oliveira, e Maria Cristiana Gomes de Souza, com orientação da professora Maria dos Remédios Abrantes, foi idealizado e concretizado tendo como ponto de partida o uso de material reciclado, e tendo em sua composição fios de cobre, transformador de micro ondas e canos de PVC.

A trajetória dos estudantes da Escola Estadual de Pilões tem início com convite feito pela UFERSA (Universidade Federal Rural do Semi-Árido) para participação de educadores em curso de formação continuada sobre Iniciação Científica.

Impulsionada pela formação continuada, a professora Maria dos Remédios Abrantes, que leciona na Escola de Pilões, apresentou material aos estudantes, em sala de aula, destacando o processo de "passo a passo" para a elaboração de um projeto científico.

"Depois dessa aula a rotina mudou por completo no dia a dia dos estudantes, que passaram a buscar toda a possibilidade de como iniciar um projeto científico", lembra a professora Maria dos Remédios.

Definidos os caminhos e as possibilidades, os estudantes passaram a desenvolver dois projetos: "Transmissor de Energia sem Fio" e "Transmissor de Ondas Sonoras". Para isso, fizeram pesquisas em trabalho de campo, reuniões de estudos e análises, e pesquisas pela Internet.

Após elaboração dos protótipos, os dois projetos foram apresentados na 1ª Feira de Ciências do Semi-Árido, grande evento de iniciação científica promovido pela Ufersa em parceria com a UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte) e Secretaria Estadual da Educação.

O Transformador de Energia sem Fio – constituído por um transformador, uma tábua para montar a bobina, um cano de PVC, parafusos e uma lâmpada fluorescente, chamou a atenção imediata na grande estrutura montada na Feira de Ciências da Ufersa.

Estava garantida então a seleção para a Febrace da USP. Em São Paulo, o projeto, até despretensioso dos estudantes da Escola Estadual de Pilões, fez sucesso e conseguiu transmitir energia sem fio utilizando material reciclado.

"Nunca imaginei que nossos estudantes chegariam tão longe. A feira da Ufersa e a feira da USP abriram uma nova cortina para as idéias e o talento dos estudantes da cidade de Pilões", diz a professora Maria dos Remédios.