quinta-feira, 3 de setembro de 2015

SETEMBRO CIDADÃO EM CORDEL - PROBEC EM AÇÃO



CORDEL PROBEC EM AÇÃO


Para os caros leitores
Sobre o que eu vou falar
É de suma importância
Que pode lhes ajudar
Foi um programa criado
Para bem nos informar

É uma grande tarefa
Nenhum chá de hortelã
Vou falar para vocês
De um projeto que sou fã
É o programa brasileiro
De educação cidadã

Intitulado probec
Fala de cidadania
Distingue de A a Z
Mostrando com maestria
Como devemos fazermos
Pra vivermos em harmonia

Lançou-se duas cartilhas
Para melhor explicar
Leitura e ilustrações
Fácil de manusear
Com isso facilitando
Para quem a estudar

Primeiro tem dois garotos
Que vem para apresentar
Os direitos e deveres
Querendo enfatizar
Como deve um cidadão
No país se comportar

Jarbas Bezerra autor
E também Ligia Limeira
Cidadania A-Z
Que uso como primeira
A família cidadã
A segunda e derradeira

A família cidadã
Falando das eleições
Analisando políticos
E também suas ações
Nas escolas e conselhos
Tem que haver reuniões

Começo pela primeira
Com Edu e a Cidinha
Trata-se de um garoto
E de uma menininha
Explica tudo pra nós
Sem errar, sempre na linha

Fala do advogado
Da alfabetização
Água e também do amor
E da alimentação
Alimento na barriga
O amor no coração

Logo em seguida a arte
Assistência social
Das armas nacionais
E do preferencial
Com o aterro sanitário
Aquecimento global

A atividade física
Abandono e acidentes
Os dois últimos com as armas
Não nos é convenientes
Mesmo em nosso dia a dia
Estando sempre presentes

A bandeira do Brasil
E também o bem estar
Os bens públicos e privados
Não esquecam de lembrar
Tem a biodiversidade
Que devemos preservar

Bons costumes são condutas
De educação e respeito
As regras de criação
Causando um grande efeito
De bem estar coletivo
Derrubando preconceito

Depois vem brasilidade
Sentimento brasileiro
Pelos símbolos e bandeiras
Isso no país inteiro
Raças, costumes e hino
O nosso é muito maneiro

O bulliying e um conjunto
De atos de violência
Física ou psicológica
Acontece com frequência
Quanto a isso autoridades
Tem que tomar providencias

La vem à burocracia
Sempre com dificuldade
Presentes em órgãos públicos
É uma realidade
Garante a hierarquia
Mas, não a necessidade

Também fala de caráter
Diz o que e cidadão
De coleta seletiva
E de comunicação
Fala de comunidade
Presente em qualquer nação

Conselhos comunitários
E o conselho tutelar
Conservação de energia
Convívio familiar
Fala do consumidor
Pois não devia faltar

Cita a corrupção
Também criminalidade
Duas coisas que existe
Mas, não a necessidade
Hoje em dia no Brasil
É uma realidade

Deveres dignidade
Direitos e diversão
Fala em desenvolvimento
Desemprego e doação
Outra bem desnecessária
A tal da depredação

Fala de ecossistema
Também de ecologia
Educação, eleições
Emprego e energia
Sustentável que faz parte
Da nossa economia

É da segunda cartilha
Que agora vou falar
Vem falando da família
Pois não podia faltar
São o Edu e a Cidinha
Que vem nos apresentar

A família dos meninos
Tem nomes bem sugestivos
Que trazem animação
E também tem bons motivos
Transmitir muito alegria
Conseguir objetivos

Apresenta os avós
Os pais e tios também
Irmãos e outros parentes
A professora que vem
Dizer o que e eleição
E as regras que ela tem

Cidinha, lembra cidadania
Edu, de educação
O Ig de igualdade
E Cid, de cidadão
O Ju justiça com Paz
E a alfa da alfabetização.

Depois como o pai do Edu
Fala, quem pode votar é
Seu Brás, o nome do mesmo
Que vem com a explicação
Entre dezoito e setenta
Votar e acertar a nação.

O idoso acima de 70
Não tem mais obrigação
De votar, mas, acompanha
De perto a eleição
Se resolver ir votar
O fará de coração

Também os deficientes
Tem direito a votar
É feito adaptações
Podendo facilitar
Até leitura em braile
Pra quem não pode enxergar
Ainda tem a mulher
Que o direito não tinha
De votar e ser votada
Acha que tudo é picuinha?
Pois aos homens do poder
Tal voto não lhes convinha

Mas, uma mulher guerreira
De pulso firme, bem forte
Se fosse isso preciso
Lutaria até a morte
Foi Celina Guimarães
Do Rio Grande do Norte.

No ano de vinte e oito
Do século que sucumbiu
Acontece o grande feito
Que a mulher conseguiu
Depois do primeiro voto
Nova porta se abriu

Falar sobre esse projeto
Pra mim foi especial
Porem o seu conteúdo
É grande material
As duas cartilhas findam
Com o Hino Nacional.


Para com seus fundadores
Respeito devemos ter
Obrigado, eu agradeço
Bastante pelo prazer
Estimável que eu tive
Crescendo em meu saber.

Ed Santos
Poeta Cordelista
Membro da Academia
Potengiense de Letras e Artes - APLA