domingo, 20 de março de 2011

JORNAL DIÁRIO DE NATAL ASSIM SE REFERIU AO 1º SEMINÁRIO DE POETAS POTIGUARES:A ARTE DE PENSAR A POESIA LIVRE

Sérgio Vilar // sergiovilar.rn@dabr.com.br



Nos últimos anos Natal abrigou toda sorte de encontros literários. Os mais conhecidos são/foram o Encontro

O professor, jornalista e escritor Tarcísio Gurgel fará a palestra de abertura Foto: D'Luca/DN/D.A Press
Natalense de Escritores (ENE), o Encontro Potiguar de Escritores (EPE) e o mais recente, o Encontro de Escritores da Língua Portuguesa (EELP), afora a saudosa Binal do Livro. Mas nenhum deles discute a poesia de forma específica. Na manhã de hoje tem início o 1º Seminário de Poetas Potiguares. Durante dois dias a poesia será tema, discussão e percorrerá os caminhos libertários e transgressores característicos. O tema já avisa: A arte de pensar a poesia livre.

A notória frase do filósofo moderno Descartes sugere: "Penso, logo existo". Mas com o respeito merecido a Descartes, Spinoza e principalmente a Hegel, que faz lá sua mescla entre racionalismo e realidade, a vida carece é de poesia. Poesia para atenuar a realidade, o racional, o cotidiano em sua forma mais crua. Ferreira Gullar já escreveu: "A poesia existe porque a vida não basta". E pensar a poesia livre é fugir da realidade. "Esse tema tinha de ser pensado por uma professora, que viva o dia-a-dia na educação e sente a necessidade do fazer poético", brinca Geralda Efigênia, professora e atual presidente da SPVA.

A Sociedade dos Poetas Vivos e Afins é responsável pela promoção. Geralda quis deixar sua marca no fim do primeiro mandato à frente desta sociedade democrática de poetas livres e afins da elevação da poesia à categoria de alimento da alma. "Buscamos apoio de instituições e conseguimos promover o evento no auditório da UFRN. Pensamos os temas, os convidados e esperamos boas discussões. Não basta o palco à poesia. As instituições precisam discutir o tema, adquirir conhecimentos e lançar novos questionamentos", acredita a professora.

A programação começa hoje às 8h com o cadastramento dos participantes. O auditório B do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da UFRN tem capacidade para 80 pessoas. Às 9h, palavras das instituições parceiras e presença de representantes da Academia Norte-rio-grandense deLetras e União Brasileira de Escritores (secção potiguar), entre outras. Às 10h, o professor, jornalista e escritor Tarcísio Gurgel fará a palestra de abertura com o tema A Gênese da Poesia Livre.

O período da tarde abre às 14h com uma mesa redonda mediada pelo poeta José Ivan Pinheiro com o tema Poesia Livre e sua Relação com o Cordel. Debaterão o tema o cordelista José Acaci, o presidente da Academia de Trovadores e da Associação Estadual de Poetas Populares, José Lucas de Barros, e o presidente da UBE/RN, Eduardo Gosson. Às 15h, palestra interativa com a professora Erileide de Oliveira Rocha, coordenadora do comitê Proler RN e técnica do programa de bibliotecas da Secretaria Estadual de Educação. A palestra da professora abordará o tema O Papel da Biblioteca na Arte do Fazer Poético.

O primeiro dia do Seminário fecha com uma oficina de artes com a professora-doutora da UFRN e artista plástica Socorro Evangelista., a partir das 17h. A programação de amanhã começa com o momento cultural às 8h e apresentaçãode uma dupla de repentistas (nomes ainda indefinidos). A mesa redonda com o tema Poesia Poppular Hoje e Perspectivas para o Futuro se inicia meia hora depois com o professor Marcos Medeiros, o cordelista Kildemir Dantas e o historiador Américo Pita, mediados por José Lucas de Barros.

Às 11h, palestra interativa com Rubens Barros de Azevedo, presidente da Sociedade Brasileira de Dentistas e Escritores. O doutor abordará o tema Juventude e Poesia: Usando o Poder da Inteligência. À tarde, as poetas Rizolete Fernandes, Lúcia Helena e Zelma Furtado (presidente da Academia Feminina de Letras) debatem O Papel da Mulher na Arte de Pensar a Poesia Livre, mediadas por Beth Haak, representando o movimento Poetas Del Mundo. O Seminário se encerra com um sarau poético com início às 17h.