quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A EDUCAÇÃO E A ESCOLA EM TEMPO INTEGRAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES.





 Refletir sobre a proposta de ampliação do tempo integral de permanência do aluno na escola merece análises diversas e minuciosas sobre esse pensar. Pois implica em pensar sobre condições físicas e pedagógicas. 
A constituição Federal de 1988, e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA. 1990) conclama Estado, Sociedade e Família para a necessidade urgente da frase que correu o Brasil inteiro na década de 90: Educação direito de todos e dever do Estado e família, em que essa educação seja promovida, também acompanhada e até mesmo incentivada pela sociedade.
Nesse sentido compreende-se que somente assim encontrar-se-á o desenvolvimento pleno do sujeito bem como a prática correta do pleno exercício da cidadania.
Algumas ações foram implementadas ao longo dos anos. Nesse sentido, podemos destacar o Plano Nacional de Educação que pensa objetivamente em um aumento da jornada escolar diária, hoje de quatro horas, para pelo menos 7 horas diárias.
Assim poderemos afirmar que há deveras uma tendência para que a educação brasileira passe a ser em tempo integral, haja vista está se pensando, que esta realidade possa ser uma política fundamentada na concepção de uma educação onde, sejam desenvoltas em sua totalidade em que as dimensões: Física, afetiva, cognitiva, ética assim como a dimensão da intelectualidade onde compreendemos e  sabemos existir e tanto as crianças como os adolescentes precisam, e que a sociedade almeja.
Considerando existir todas as dimensões citadas, é interessante afirmar que a isso acontecerá uma importante contribuição para a qualidade da educação no nosso país.
 Em resumo a ainda muito que estudar e o que aprender sobre essa temática, que consideramos ser de grande importância e que deverá ser discutida, refletida no âmbito das redes escolares, da sociedade e dos governos, que o assunto ora em pauta deva ser parte de política publica direcionada aos que pensam e atuam na educação brasileira, e que anseiam por uma educação em tempo integral instaurada e instalada devidamente e com sucessos.