sexta-feira, 29 de março de 2013

A VOZ POETICA DE TIAGO WOLSEN MORAES - NATAL/RN

o soneto de Tiago
Urbanização Interna


Não sei por quanto tempo

Espero que seja por pouco

Vou acabar ficando louco

Inevitalmente um sedento


Sede de sentir o mesmo vento

Caminhar contigo na estrada

Compartilhar da mesma olhada

Ser teu tijolo e seu cimento


Urbanizá-la em um momento

Edificar a mansão do amor

Decifrar sua beleza sua cor


Pintar teus olhos implacantes

Alicerçar telhados flutuantes

Instalar beijos apaixonantes