domingo, 25 de novembro de 2012

NEOCLASSICISMO EM PROSA E VERSO




NEOCLASSICISMO

No mundo neoclássico o chamado academicismo
Resplandeceu firmemente, bem na
Metade do século dezoito o chamado século da luz
Trazendo a tona leitores, amigos e conhecidos
O desejo de (re) criar o espírito e formas
Da arte Greco-Romana.

Imaginemos, portanto e usando bem nossa mente
Nesse tempo tudo era bem diferente
Era assim dizendo o chamado “antigamente”
De Pompéia e Herculano, das escavações arqueológicas
O ano já muito distante, porém para os estudos
Ele é sempre muito presente.

Num dado período da história nos idos de 17,
Mudanças fortes ocorreram
Aqui no Brasil e também na França,
Foram as revoluções que transformavam...
E pouco a apouco mudou a vida do povo ,
Mudou histórias e artes
Mudou perfil e sociedade
Mudou tudo, tudo mesmo
Até velhas amizades.

A França nesse período é que era a bola da vez
Vamos refletir e juntos lembrar, que hoje
Em dia são os ianques que estão com o poder.
Pois bem meu amigo querido
A França de Sarcozi
Tinha técnicas da arte, da literatura e de
Tudo que se possa imaginar.
No passado o colorido da arte elogiável
De Jean-Baptiste Chardin.
E que do Brasil sempre esquece,
Quando não se está a estudar.

A arte que estamos falando
É da pintura a gênese
O colorido atraente, da grande
Nação francesa que após a revolução
A ordem e a clareza clássica
Permaneceu na pintura
O mestre Louis David
O mais conhecido da França.

Napoleão coroado, a limpidez
De Dominique depois do banho turco
Provocou risos e aplausos.
Na Espanha bem promissora
Do pintor Francisco Goya
Autor das duas majas,
Uma vestida outra desnuda
E os fuzilamentos que aconteceu
Meu amigo no mês de maio de
Mil oito centos e oitenta e um
No dia três para ser bem mais preciso.

E assim termina a saga
Desse período da história
Que ficou cravada e gravada
Nos anais da história
Dos povos desse período
Engraçado e auto -critico
Analítico e grotesco,
Fantástica e expressionista
De um período chamado neoclassicista.